Qual a diferença entre genótipo e fenótipo?

O questionamento acerca de qual a diferença entre genótipo e fenótipo pode ser respondido de uma forma simples. O Genótipo refere-se ao conjunto de genes de uma pessoa. Por sua vez, o fenótipo corresponde às características físicas, comportamentais e morfológicas. Continue lendo para entender melhor essa diferença do ponto de vista biológico.

Entenda qual a diferença entre genótipo e fenótipo

Os termos genótipo e fenótipo foram criados por Wilhelm Ludvig Johannsen (1857-1927), no ano de 1909, e se tornaram a base para a compreensão da disciplina de genética. De maneira geral, os dois conceitos se referem a características genéticas, morfológicas, comportamentais e físicas de um organismo.

Um adendo relevante é que em 1909, Johannsen também criou o termo gene para se referir aos pedaços de cromossomos que haviam sido identificados pelo norte-americano Thomas Morgan. A seguir vamos explicar com mais detalhes cada um dos conceitos para que seja mais fácil identificar a diferença entre eles.

O que é genótipo?

Genótipo é o conjunto de genes de um indivíduo, isto é, os genes que ele recebeu do seu pai e da sua mãe. Os genes de um ser em junção com as influências do meio determinam o seu fenótipo.

Afirmações como a de que um organismo tem genes dominantes e recessivos ou, ainda, que um indivíduo é homozigoto ou heterozigoto se referem ao genótipo. A identificação das características genotípicas pode ser feita através da análise do fenótipo ou dos descendentes de uma pessoa.

Como o genótipo é determinado?

Diferentemente do fenótipo (que em grande parte dos casos é visivelmente identificado), o genótipo depende de um sequenciamento genético. Trata-se de uma técnica de alto custo e, por esse motivo, pouco utilizada.

Ainda é comum observar o fenótipo de um indivíduo para tentar identificar as suas tendências hereditárias. A observação dos fenótipos dos pais, irmãos e outros familiares também pode ser uma forma de identificar o genótipo.

Quando um ser vivo apresenta uma característica fenotípica condicionada a um alelo recessivo, se trata de um indivíduo homozigoto para esse gene em particular. Por exemplo, um coelho de pelagem branca será sempre homozigoto (aa), uma vez que essa é uma característica recessiva.

Seres vivos que possuem características fenotípicas condicionadas a genes dominantes podem ser tanto heterozigotos (Aa) ou homozigotos (AA), o que pode ser determinado é a presença do gene dominante. Um coelho cuja pelagem é preta pode ser tanto AA quanto Aa. Esse fato somente poderá ser definido observando o genótipo dos seus pais.

O que é fenótipo?

Fenótipo refere-se às características morfológicas, fisiológicas e, em certo ponto, até comportamentais de um ser. Tais características resultam da expressão dos genes do indivíduo e, também, das ações do meio ambiente. Alguns exemplos de características fenotípicas são a cor do pelo de um animal, a cor de flores ou, ainda, a cor do cabelo de uma pessoa.

Há também características fenotípicas que não são visíveis, mas que podem ser verificadas, como o tipo sanguíneo de um indivíduo, por exemplo. É importante ter em mente que essas características, em alguns casos, não são facilmente visíveis, porém, podem ser identificadas e são dependentes de ações ambientais.

Para que fique claro, imagine dois irmãos gêmeos que vivem em cidades diferentes. Os dois poderão apresentar tonalidades de pele diferentes se em uma das cidades houver maior incidência de radiação solar. A radiação solar tem influência direta na produção de melanina, afetando, dessa forma, a cor da pele.

Diferença entre genótipo e fenótipo

Como citamos ao longo do artigo, genótipo se refere ao conjunto de genes, enquanto fenótipo diz respeito às características físicas de um indivíduo. Ao contrário do fenótipo, o genótipo de um organismo não pode ser modificado.

A principal diferença está no fato de que o fenótipo sofre influência do meio, enquanto o genótipo não. Além disso, o fenótipo pode ser alterado temporariamente, enquanto o genótipo não.

Uma forma de compreender na prática a diferença entre genótipo e fenótipo é usar o exemplo de uma mulher que nasceu com o cabelo preto, mas se tornou loira com o auxílio de tinturas. Ao pintar o cabelo de loiro, essa mulher está alterando o fenótipo, porém, o genótipo permanece inalterado. A raiz do cabelo dessa mulher continuará nascendo com a cor preta (característica genética) independentemente de quantas vezes ela utilize a tintura loira.

Curiosidade

Conhecer a origem das palavras fenótipo e genótipo pode te ajudar na compreensão dos conceitos. Fenótipo é uma palavra originária de dois termos gregos: pheno e typos. O significado de pheno é brilhante ou evidente. Já typos significa característica. Por sua vez, o termo genótipo tem origem na combinação dos ternos genos e typos. Genos tem significado de originar, enquanto typos significa característico.

Fenótipo e genótipo são dois conceitos fundamentais para compreender a disciplina de genética. Para conferir mais conteúdos e dicas para se sair bem no Enem e no vestibular, navegue pelas publicações do blog do Hexag!

Retornar ao blog