Redação do Enem: e se o examinador discordar da opinião do meu texto?

Muitos candidatos, ao escreverem a redação do Enem, têm dúvidas a respeito de qual opinião emitir, a sua ou a que acham que agradará o examinador que irá corrigir.

A avaliação da redação do Exame Nacional do Ensino Médio não é ideológica, ou seja, não há uma opinião certa ou errada. O que os examinadores esperam encontrar nas redações são pontos de vista claros e bons argumentos que os sustentem. Continue lendo para entender melhor essa questão.

Redação do Enem: preparação dos examinadores

Pouco se fala a respeito da preparação dos examinadores que fazem a correção das redações do Enem e de grandes vestibulares,como o da Fuvest, por exemplo. Os corretores recebem uma capacitação rigorosa e bastante detalhada. Durante os treinamentos, são orientados a respeito das várias possibilidades de argumentação que o tema da redação oferece.

Há a indicação de qual pontuação conceder para cada abordagem argumentativa, independentemente da opinião de quem corrige a redação. Logo, isso significa que os corretores não têm autonomia para dar uma nota ruim para uma redação somente por discordar do ponto de vista do candidato. Os critérios para a atribuição de notas são bastante rígidos e se restringem à qualidade do texto.

Correção dupla

As redações do Enem são corrigidas por dois corretores diferentes, de maneira a evitar notas baixas apenas pela discordância de opinião. Vamos supor que um corretor atribui uma nota baixa apenas porque não gostou da opinião do candidato. 

O outro corretor provavelmente vai seguir as diretrizes de atribuição de notas do concurso. Quando o sistema detectar a grande discrepância entre as duas notas, identificará um problema.

Tal situação leva ao envio da redação para um terceiro corretor no Enem que empregará com rigor os critérios do concurso. Vale ainda mencionar que os corretores que caem em muitos casos de discrepâncias são reavaliados, podendo perder o direito de realizar a correção das redações. 

Todo o processo de correção das redações do Enem se baseia no uso de regras bastante criteriosas. Sendo assim, os candidatos que seguem à risca as indicações do edital e entregam uma boa escrita, alcançam boas pontuações. A sua opinião a respeito de um tema não será um problema se houver uma boa argumentação construída.

Escolhendo um posicionamento

Ainda no tocante à emissão de opinião na redação do Enem, alguns estudantes têm uma dúvida interessante. Vale mais a pena manter-se fiel à sua opinião a respeito de um tema ou apresentar opinião contrária por ter melhores argumentos? Esse pensamento pode surgir quando o indivíduo crê ter uma opinião formada sobre um tema, mas tem melhores argumentos para contradizer o que pensa.

Para acalmar quem se vê diante dessa questão, devemos dizer que se trata de um falso dilema. Afinal, uma opinião sólida a respeito de um tema é construída a partir do contato com diversos argumentos alinhados ao seu posicionamento. Não recomendamos que os candidatos defendam na redação algo em que não acreditem, pois podem cometer deslizes ao longo da escrita.

É mais ou menos como aquela pessoa que mente em uma entrevista de emprego, em algum momento da conversa com o recrutador deixará alguma contradição evidente. No caso da redação, essas inconsistências podem levar à produção de textos incoerentes.

Repasse mentalmente os argumentos que você tem para defender o ponto de vista em que acredita para destacar aqueles que são mais sólidos. Procure também ler sobre temas atuais e refletir sinceramente a respeito do que pensa.

Dicas pontuais essenciais

Está se preparando para o grande dia da redação do Enem e tem algumas inseguranças? Então vale a pena conferir as dicas pontuais, mas essenciais que listamos abaixo.

Atualidades

Reforçando o que comentamos acima, é muito importante se manter bem informado sobre os principais assuntos da atualidade. Foque em ter acesso a pontos de vista diferentes sobre os mesmos temas, pois assim você poderá formar uma opinião mais consolidada. Inclusive, faça o exercício de ir considerando se concorda ou não com os argumentos que cada parte oferece.

Atenção às questões gramaticais

Além de uma boa e coerente argumentação, é crucial que o estudante conheça os principais recursos gramaticais para trabalhar bem com a língua portuguesa. Dedique algum tempo da sua rotina de estudos para fazer revisões e dê uma atenção especial para as mudanças do Novo Acordo Ortográfico. 

Leia redações de edições anteriores

Na internet, há vários exemplos de redações de edições anteriores do Enem que receberam nota máxima ou chegaram quase lá. Ler esses redações te ajudará a compreender qual é a estrutura de construção de um bom texto.

Lembre-se de que, mais do que escrever bem, é necessário escrever bem uma redação do Enem. Dedique-se a entender como os candidatos nota máxima trabalharam com a proposta de intervenção na conclusão de suas dissertações argumentativas.

Com preparação você pode alcançar a nota máxima na redação do Enem! Aproveite para navegar pelo blog do Hexag para conferir mais dicas para ter um bom desempenho nas provas!

Retornar ao blog