Principais desertos do mundo

Deserto, pelo viés meteorológico, se caracteriza por ser uma região em que há maior evaporação de água do que é reposto pelas chuvas. Por esse motivo, os maiores desertos do planeta se encontram sobre os oceanos em que a quantidade de água evaporada é muito superior ao volume das chuvas. 

Regiões desérticas, dentro dos padrões conhecidos pela maioria das pessoas, com alta incidência solar e terreno arenoso, também são resultado de volumes baixos de chuvas. Continue lendo para entender qual é a relação do índice de chuva com a formação dessas áreas e quais são as principais áreas desérticas do planeta. 

Desertos: qual é a relação do baixo índice de chuvas?

Para compreender a relação entre os desertos e os baixos índices pluviométricos é necessário se atentar para o conceito de circulação global. Nas áreas equatoriais há intenso aquecimento solar, o que torna o ar mais úmido. As temperaturas altas fazem com que o ar úmido suba, levando à formação de bastante nebulosidade e chuva. Isso origina, por exemplo, a Zona de Convergência Intertropical.

Contudo, esse ar que sobe, desce em algumas áreas do globo e esse processo faz com que ele seque. Há, então, o incentivo de que algumas áreas desérticas se formem. O processo é chamado de desertificação nas latitudes médias. Ele é responsável por gerar desertos como o Tengger, na China. No entanto, existem outros processos de formação. 

Recebem o nome de contra-alísios, os desertos que estão em áreas em que as correntes de vento sopram do equador para os trópicos, nas altitudes mais elevadas. Os ventos são secos e responsáveis por formar desertos como o do Saara, por exemplo. 

Barreiras naturais também podem levar à formação de desertos. Isso acontece porque elas impedem a passagem da umidade que se condensa e provoca chuva antes de avançar por grandes cordilheiras. Um exemplo desse tipo de formação é o deserto da Judeia. 

Por sua vez, os desertos costeiros são encontrados com mais facilidade próximo aos Trópicos de Câncer e de Capricórnio. Nessas regiões, os sistemas meteorológicos locais se sobrepõem e isso gera desertos como o do Atacama, por exemplo, que é o mais seco do planeta. 

Conheça os principais desertos do mundo

1. Antártica, com 13.829.430 km2

Desertos não necessariamente são quentes e arenosos, a Antártica é a maior região desértica do planeta. Como já mencionamos, o que caracteriza um deserto é apresentar evaporação de água superior à chuva, critério atendido pelo continente. Vale pontuar que essas áreas são conhecidas também como desertos polares. 

2. Ártico, com 13.726.937 km2

A maior região desértica do planeta se encontra no Polo Sul (a Antártica) e o segundo está no Polo Norte. Mais uma vez ressaltamos que a palavra “deserto” não é um sinônimo de sol e solo arenoso. Mesmo com grande quantidade de gelo, essa região apresenta alta taxa de evaporação, que supera a taxa anual de chuva

3. Saara, no Continente Africano, com 9.100.100 km2

O deserto do Saara é o maior deserto arenoso em extensão territorial do planeta. O maior deserto quente do mundo está localizado no continente africano e divide o seu território em: África Subsariana e o Norte da África. 

4. Deserto da Arábia, no Oriente Médio, com 2.300.000 km2

Esse deserto está situado nas proximidades da Arábia Saudita. No período mais quente, as temperaturas variam entre 40°C e 50°C. Já no período mais frio, as temperaturas variam entre 5°C e 15°C. 

5. Deserto de Gobi, na China, com 1.300.000 km2

Trata-se de uma grande área desértica situada entre o sul da Mongólia e o norte da China. Uma curiosidade é que a palavra “gobi”, em mongol, significa deserto. A média de temperatura anual desse deserto é de -2,5°C a 2,8°C.

6. Deserto de Kalahari, no sul da África, com 900.000 km2

Esse deserto é resultante das condições atmosféricas locais, eentre as quais se destaca a corrente marítima fria de Benguela atuante na costa sudoeste do continente. Inclui áreas do sul da África. 

7. Patagônia, na Argentina, com 670.000 km2

É um exemplo de deserto resultante da ação dos sistemas locais atmosféricos. No século XIX, essa região desértica adquiriu grande relevância econômica devido à descoberta da abundância mineral. 

8. Grande Deserto de Vitória, na Austrália, com 647.000 km2

O Deserto de Vitória é resultado da ação do ar vindo do equador e que desce nas áreas subtropicais, está localizado na região sudoeste da Austrália. Um lugar bastante árido e quente que apresenta produção agrícola escassa. 

9. Deserto Sírio, no Continente Asiático, com 520.000 km2

Essa região desértica estende-se por porções da Síria, Jordânia e Iraque. Apresenta combinação de área de vegetação gramínea e deserto de areia. 

10. Deserto da Grande Bacia, Estados Unidos, com 492.000 km2

Apresenta solo do tipo arenoso e cascalhoso. Está localizado entre os estados norte-americanos de Idaho, Oregon, Nevada, Califórnia, Utah, Colorado e Wyoming. 

Agora você conhece os principais desertos do planeta e como eles se formam. Para conferir mais conteúdos como este, navegue pelo blog do Hexag!

Retornar ao blog