Número pi – O que é? Qual origem? Onde é aplicado?

Certamente você já ouviu falar sobre o número pi (π), mas será que sabe exatamente o que ele é? Qual a sua origem e em que é aplicado? Continue a leitura para tirar essas e outras dúvidas e saber tudo sobre um assunto muito importante para se preparar para o Enem e o vestibular. 

O que é o número pi?

O chamado número pi (π) é um número irracional com o valor de: 3,14159265358979323846… – uma sequência de dígitos infinita. O cálculo de pi é feito através da divisão do perímetro pelo diâmetro de um círculo (π = perímetro / diâmetro).

O perímetro é o que obteríamos se usássemos uma fita métrica para mensurar toda a volta de um círculo. Já o diâmetro é a medida que se obtém ao medir de uma ponta a outra desse círculo. O resultado da divisão da medida do perímetro pela medida do diâmetro é o número pi.

Número pi: Qual a origem?

De acordo com registros históricos, o número pi é estudado desde a Antiguidade. Os estudiosos tinham a curiosidade aguçada pelo fato de que o seu cálculo resultava em trilhões de casas decimais. Entre os cálculos de babilônios e egípcios havia alguns que se aproximavam do número pi. Esses povos da Antiguidade já tinham o conhecimento de que a razão entre perímetro e diâmetro era superior a 3.

No entanto, o número pi somente passou a integrar os símbolos matemáticos no século XVIII. O matemático galês William Jones foi o primeiro a fazer a proposição do seu uso. O símbolo atribuído para o número pi (π) é uma letra grega minúscula que é a primeira da palavra περίμετρος, que pode ser traduzida para o português como “perímetro”.

É chamado de Constante de Arquimedes, uma vez que o matemático Arquimedes foi o primeiro a realizar o cálculo, chegando à razão entre perímetro e o diâmetro. Contudo, depois de Arquimedes, o cientista Ptolomeu foi quem conseguiu se aproximar mais ainda do valor de pi.

Representação

O número pi é representado com reticências no final por ser um número infinito, trata-se de uma dízima periódica sendo reproduzido por um número infinito de cifras. Contudo, diversas vezes, esse número pode aparecer somente como 3,1416, ou 3,14. O objetivo deste “resumo” é tornar os cálculos matemáticos mais práticos.

É interessante mencionar que as calculadoras têm limitação de números de casas decimais, uma vez que não cabem tantas delas. Foi o uso de computadores que permitiu a descoberta de tantas casas decimais, pois realmente é um número muito difícil de ser calculado. Inclusive, esse é um motivo pelo qual o número pi intriga tanto os matemáticos.

Número pi: onde é aplicado?

O número pi é utilizado para fazer diversos cálculos como o do volume e superfície de uma esfera ou da área de um círculo. A busca persistente de matemáticos pelo valor mais exato de pi levou à criação de conceitos muito importantes para a matemática como, por exemplo, os algoritmos iterativos.

Há uma série de aplicações práticas do número pi, seja na engenharia, cosmologia e física. Confira, a seguir, algumas das aplicações de pi que fazem parte do nosso dia a dia.

Celular

Você sabia que o seu celular faz uma Transformada de Fourier quando se comunica com a torre de telefonia móvel? O ouvido humano também faz uma Transformada de Fourier quando distingue diferentes padrões de sons ou a voz de um familiar. Mas, o que isso tem a ver com o número pi?

O número pi tem papel fundamental na fórmula da Transformada de Fourier que nada mais é do que uma ferramenta matemática utilizada para a decomposição de um sinal em suas frequências constitutivas. Também é importante para a conversão de voz em textos.

GPS

O cálculo mais preciso de pi é o que permite que tecnologias modernas como o GPS funcionem. Para se ter uma ideia, pi é utilizado em grande parte dos métodos de criação de mapas. Ressaltamos que não serve apenas para o desenvolvimento de GPS simples de carro.

Aviões que voam grandes distâncias estão recorrendo ao arco de um círculo. É importante fazer o cálculo da rota para que o volume de combustível necessário possa ser medido. Inclusive, o pi é utilizado também para o cálculo de navegação fora do planeta. A Nasa utiliza 16 dígitos (3,1415926535897932) de pi para chegar à precisão desejada.

Relógio

É interessante observar que o pi não é aplicado somente a tecnologias recentes, pois os relógios de pêndulo também se valem dessa constante. O cálculo do tempo que faz a oscilação do pêndulo de um lado para outro se baseia em pi. Para alguns matemáticos esse número é praticamente mágico, surgindo onde menos se espera.

O número pi faz parte do nosso dia a dia de inúmeras formas e onde menos esperamos! Para conferir mais conteúdos sobre matemática, além de dicas para o Enem e o vestibular, fique ligado no blog do Hexag!

Retornar ao blog