O que são provérbios?

Com certeza você já ouviu diversos provérbios ao longo da sua vida, mesmo que não saiba exatamente como definir esse conceito. Continue lendo para entender melhor o que é um provérbio e porque esses ditos populares se mantêm tão comuns no decorrer da história.

Entenda o que são provérbios

Recebem o nome de provérbio os ditos populares (expressões ou frases) que transmitem conhecimentos a respeito da vida. A palavra provérbio vem do latim “proverbium” e consiste em um ditado simples e direto. Se caracteriza por expressar uma verdade que tem como base o senso comum ou a experiência. Geralmente, os provérbios são metafóricos. 

Boa parte desses ditos foram criados na Antiguidade, contudo, como referem-se a aspectos universais da vida e se mantém atuais sendo usados até hoje. No dia a dia, é bastante comum que as pessoas usem provérbios para falar a respeito de situações diversas. Você já deve ter ouvido frases como “devagar se vai ao longe” ou então “a pressa é inimiga da perfeição”. 

Por serem diretos e terem um sentido lógico, se encaixam com facilidade em diferentes momentos. Em geral, os provérbios são de autoria anônima e fáceis de decorar. Exatamente por isso são transmitidos tão facilmente pela oralidade. Os provérbios constituem uma parte relevante da cultura popular, têm um provérbio para quase todas as situações da vida. 

Provérbios em diferentes idiomas

Há provérbios que existem em mais de um idioma pelo fato de que as pessoas “emprestam” essas frases e expressões de culturas e línguas semelhantes às suas. No Ocidente, a difusão dos provérbios foi alavancada pelo Livro dos Provérbios da Bíblia e pelo latim medieval (ajudado pelo trabalho de Erasmo). 

Contudo, cabe o adendo de que nem todos os provérbios bíblicos foram distribuídos na mesma proporção. Nas culturas em que a Bíblia é tida como o principal livro espiritual é possível identificar entre trezentos e quinhentos provérbios derivados dela.

Um estudo acadêmico realizado em todo o continente europeu identificou que dos 106 provérbios mais comuns, onze foram extraídos da Bíblia. Porém, ressaltamos que praticamente todas as culturas possuem provérbios únicos. 

Provérbios e suas definições

Certa vez, Lorde John Russell (1792-1878), duas vezes Primeiro-Ministro do Reino Unido, disse que o provérbio é o encontro da sagacidade de um e a sabedoria de muitos. Embora não pareça, foi relativamente complicado chegar a uma definição teórica do conceito de provérbio. 

O autor Archer Taylor (1890-1973) afirmou que há uma qualidade incomunicável que nos permite separar sentenças proverbiais das não proverbiais. Dessa forma, não existe uma definição que possibilita identificar uma sentença como provérbio ou não. O professor alemão Wolfgang Mieder (1944-…) propôs que provérbio é uma frase curta conhecida por um povo e na qual está incutida uma sabedoria, uma metáfora ou uma verdade.

Para Hassan Zolfaghari e Hayat Ameri, tomando por base os provérbios persas, a definição do conceito é a seguinte: frases curtas, conhecidas popularmente e com ritmo, que podem falar acerca de temas sábios, conselhos, metáforas, ironia e experiências étnicas. Os provérbios se caracterizam por serem expressões simples, expansivas e generalistas. 

De onde surgem os provérbios? 

Como explicamos acima, os provérbios podem ter diversas origens e muitos deles são de autoria anônima. Contudo, há provérbios resultantes de indivíduos que se dispõem a pensar a respeito dos temas em questão, elaborando frases ou expressões. Podemos citar como exemplos os provérbios de Platão, Confúcio e Baltasar Gracián.

Também tem provérbios que se originaram de fontes como poesia, músicas, filmes, livros, histórias e comerciais. Algumas frases de Jesus, Shakespeare e outros passaram a ser provérbios devido ao seu recorrente na linguagem popular. Porém, quando essas frases foram criadas, não eram originalmente provérbios. 

Alguns provérbios surgem com base em histórias, especialmente o fim delas. Um exemplo é: “Quem vai pendurar a sineta no pescoço do gato”, bastante comum em países de língua inglesa. Essa frase foi extraída de uma fábula de Esopo, intitulada “A Reunião Geral dos Ratos”.

Nessa história, os ratos resolveram se reunir para discutir uma solução para o medo que sentiam de um gato que os perseguia. Foram apresentados diversos planos até que um jovem rato levantou a mão e sugeriu que fosse colocada uma sineta no pescoço do gato. Dessa forma, sempre que o gato se aproximasse, os ratos ouviriam a sineta tocando e teriam tempo de fugir.

Os presentes na reunião aplaudiram efusivamente, pois o problema estava resolvido. Foi então que um rato mais velho, e que havia permanecido totalmente em silêncio, se levantou e disse “Tudo resolvido, só falta uma coisa, quem vai pendurar a sineta no pescoço do gato?”. 

Exemplos de provérbios populares

Confira alguns exemplos de provérbios populares. 

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.”

“Quem com ferro fere, com ferro será ferido.”

“Cachorro que ladra não morde.”

“Uma andorinha só não faz verão.”

“Cada cabeça uma sentença.”

“Quando um não quer, dois não brigam.”

“A cavalo dado não se olha os dentes.”

“Para bom entendedor, meia palavra basta.”

 “Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.”

“Casa de ferreiro, espeto de pau.”

“Deus não dá asas à cobra.”

Gostou de saber mais sobre os provérbios? Para conferir mais conteúdos como este, navegue pelo blog do Hexag!

Retornar ao blog