O que é e quando surgiu o Parnasianismo?

Os movimentos literários, como o Parnasianismo, representam um conteúdo importante para quem está se preparando para o Enem e vestibulares. No artigo a seguir iremos apresentar as características desse movimento, bem como o seu contexto histórico e os principais nomes. Vamos começar?

O que é Parnasianismo?

Parnasianismo é um movimento ou escola literária criada em oposição ao Realismo e ao Naturalismo. Caracteriza-se pela valorização do positivismo e da ciência. A origem do nome desse movimento é o termo “Parnaso”. Na mitologia grega, Parnaso era a montanha consagrada pelo deus Apolo e as suas musas da poesia. 

A nomenclatura também se deve ao nome da primeira publicação do movimento, intitulada “Le parnasse contemporain”, obra de Alphonse Lemerre, um dos parnasianos.

O Parnasianismo era tido como o movimento “realista em poesia”. Contudo, o Realismo usava a ficção como base científica para a sociedade, enquanto o Parnasianismo não fazia questão de usar essas bases em seu movimento.

A base estética dessa escola literária foi a influência do cientificismo e do positivismo. O Parnasianismo tinha como base a doutrina da “arte pela arte”, originada pelo poeta francês Théophile Gautier. Basicamente, essa doutrina defendia que a arte não precisava ter significados. O seu objetivo deveria ser a perfeição, a beleza e o refinamento.

Quando surgiu o Parnasianismo?

O movimento literário conhecido Parnasianismo teve origem na França durante o século XIX. Surgiu com o objetivo de criar poesias “perfeitas” como uma oposição aos movimentos literários Naturalismo e Realismo. Por ser um movimento essencialmente poético, contrariou a prosa completamente. 

O positivismo e a ciência estavam acima de tudo para os parnasianos, inclusive dos sentimentos humanos. Os temas mais recorrentes eram fatos históricos, paisagens e objetos. Usavam um vocabulário culto e se valiam de complexas construções textuais. A descrição visual estava para os parnasianos, assim como a sonoridade das palavras e dos versos estava para os românticos. 

Na língua francesa, os primeiros poetas parnasianos apresentavam tendências bem variadas. Alguns nomes que se destacam são: Théodore de Banville, Théopile Gautier, Sully Prudhomme, Leconte de Lisle e José Maria de Heredia (de origem cubana). 

O Parnasianismo em Portugal

O Parnasianismo não foi um movimento literário muito relevante em Portugal. Os países em que essa escola mais se destacou foram a França (onde se originou) e o Brasil. 

Entre os autores portugueses desse movimento estão João Penha, António Feijó, Cesário Verde e Gonçalves Crespo (nasceu no Brasil, porém, foi criado em Portugal desde os 10 anos de idade). 

O Parnasianismo no Brasil

O Brasil começou a se mostrar mais aberto para a poesia científica, realista e socialista a partir da década de 1880. Inclusive, em nosso país, o movimento do parnasianismo teve mais destaque do que em boa parte dos países europeus. No entanto, a vertente brasileira não seguiu todas as especificações do Parnasianismo originado na França. 

Entre as diferenças mais marcantes podemos apontar a subjetividade e o nacionalismo, bastante presentes nos poemas dos poetas brasileiros. Tais questões eram colocadas de lado no Parnasianismo francês pela própria cultura parnasiana europeia. O auge desse movimento literário em nosso país foi “Fanfarras”, de Teófilo Dias, de 1889. 

Tríade parnasiana

Os nomes de Alberto de Oliveira, Olavo Bilac e Raimundo Correia se destacaram como os pioneiros parnasianos no Brasil. O trio ficou conhecido como “Tríade Brasileira do Parnasianismo”.

O Parnasianismo e a Literatura

O Parnasianismo foi um movimento literário contemporâneo tal qual o Naturalismo e o Realismo. O primeiro teve grande relevância para a poesia, enquanto os outros dois para a prosa. Na poesia parnasiana, os sentimentos são expressados de forma mais contida e há grande valorização do cuidado formal. O vocabulário utilizado é mais complexo e o estilo mais racionalista, direcionado para temas mais universais. 

O objetivo central é fazer oposição ao sentimentalismo do Romantismo e às prosas tão marcantes no Naturalismo e Realismo. O foco dos poetas parnasianos era produzir poesias perfeitas, para isso, eles buscavam as palavras ideais para construir os poemas, tendo a racionalidade como foco. Esses poetas se dedicavam à perfeição e à linguagem culta. 

Principais características do Parnasianismo

Veja quais são as características mais marcantes do Parnasianismo.

Objetividade

Havia forte oposição ao sentimentalismo demasiado e ao subjetivismo. 

Impessoalidade

No Parnasianismo, há a ausência do “eu”, também em negação ao sentimentalismo romântico. 

Estética ou Culto a forma

A poesia é construída com grande esmero e foco na correção gramatical e na busca pelo perfeccionismo. 

Arte pela arte

Não há nenhum compromisso por parte da poesia. A realidade não serve de influência para a poesia. 

Descritivismo

Nesse estilo, os objetos têm a sua forma física e estética detalhadamente descritas. 

Uso de figuras de linguagem

Nos poemas parnasianos é comum que seja usado o hipérbato, recurso que estiliza os textos, contribuindo com o objetivo de foco na forma. 

Preciosismo

No Parnasianismo é utilizada linguagem culta e difícil de compreender. Detalhes são focalizados, os objetos devem ser singulares. 

Universalismo temático

Os parnasianos brasileiros exploravam o nacionalismo com mais afinco do que os parnasianos europeus, contudo, ainda assim com moderação. 

O Parnasianismo e o Simbolismo

Tanto o Parnasianismo quanto o Simbolismo foram movimentos literários nascidos na França, em 1966. Ambos partiram da publicação da revista Parnasse Contemporain. No entanto, as duas escolas literárias tinham ideologias distintas apesar de compartilharem a preocupação com a linguagem e o refinamento do formalismo. 

No Simbolismo a poesia sugeria a realidade por meio de símbolos, sinestesias, metáforas e recursos sonoros, diferente do objetivismo do Realismo. O objetivo era a reprodução do mundo interior, sem lógica, antissocial e intuitivo. Por sua vez, a poesia parnasiana objetivava ressaltar os sentidos contidos e temas como objetos de arte, natureza, tempo e amor. Havia a preocupação de retornar ao clássico. 

Gostou de saber mais sobre o Parnasianismo? Para conferir mais conteúdos como este, navegue pelo blog do Hexag!

Retornar ao blog