Zoologia: o que é e o que se estuda?

A Zoologia é um ramo da Biologia focado no estudo da vida dos animais. Os zoólogos dedicam seus estudos à compreensão de diferentes espécies e suas características. No artigo a seguir você poderá entender mais sobre essa ciência e os seus objetos de estudo. Boa leitura!

Afinal, o que é Zoologia?

Zoologia é uma área dentro da Biologia que se dedica ao estudo da vida dos animais. Esses estudos compreendem suas espécies e características como fisiologia, estrutura, evolução e comportamento dos animais em seu habitat natural. Os animais são classificados, de forma geral, em: 

– Seres pluricelulares (aqueles que possuem várias células);

Seres eucariontes (aqueles que possuem carioteca);

– Seres heterótrofos (aqueles que não produzem seu próprio alimento);

– Seres aeróbicos (aqueles que precisam de oxigênio para sobreviver). 

Classificação dos animais dentro da zoologia

Os animais são divididos em dois sub-reinos dentro da zoologia: vertebrados e invertebrados.

Vertebrados

Os vertebrados são os animais que possuem coluna vertebral dorsal. Trata-se de uma proteção encontrada em grande parte dos seres e que é responsável pela comunicação entre o encéfalo e a medula. Estão incluídos nessa classificação os peixes, répteis, anfíbios, aves e mamíferos. Os animais vertebrados apresentam em sua estrutura corporal também a derme e a epiderme. 

Invertebrados 

Por não possuírem nem crânio e nem coluna vertebral, os animais invertebrados são mais frágeis. Esse sub-reino compreende em torno de 97% do Reino Animal, a maior quantidade de espécies. Também são considerados os mais antigos. Estão nesse grupo os cnidários, poríferos, anelídeos, platelmintos, artrópodes, moluscos e equinodermos. Abaixo você pode entender melhor cada um dos grupos: 

Poríferos – Nessa categoria estão as esponjas do mar;

Cnidários – Categoria que abarca que as águas-vivas, corais e anêmonas-do-mar; 

Platelmintos – Grupo dos vermes de corpo achatado; 

Moluscos – Grupo dos polvos, caramujos, lesmas, mariscos, lulas, mexilhões e ostras; 

Anelídeos – Categoria das sanguessugas e minhocas; 

Equinodermos – Grupo das estrelas e ouriços do mar. 

Artrópodes – Grupo dos miriápodes, insetos, crustáceos e aracnídeos. 

Principais características dos seres

A zoologia também se dedica à análise e estudo das principais características dos seres. Confira abaixo algumas dessas características. 

Reprodução assexuada

Nesse tipo de reprodução, o mesmo indivíduo dá origem a seres idênticos a si mesmo. Esse processo pode acontecer por gemulação, brotamento, esporulação, multiplicação vegetativa, fragmentação, bipartição, entre outras. 

Reprodução sexuada

Tipo de reprodução que se dá quando os gametas feminino e masculino se encontram. Não necessariamente precisa de fecundação interna, uma vez que pode ser feita no meio exterior (fecundação externa). Um exemplo de fecundação externa é o da tartaruga. 

Organismos heterotróficos

Esses seres se caracterizam por não produzir seu próprio alimento. Dessa forma, precisam capturar seu alimento para dele absorver a energia necessária para que seu sistema se mantenha em funcionamento. Dentre os exemplos dessa categoria, estão: protozoários, fungos e algumas bactérias. 

Organismos eucariontes

Nesse grupo estão as espécies que apresentam a carioteca, membrana celular que protege e envolve o material genético (DNA) do animal. 

Séssil

Os organismos desse grupo não conseguem se mover por conta própria porque estão fixos no substrato. Inclusive, eles permanecem fixos até que outra força os faça sair, um exemplo são os corais. 

Seres multicelulares

Nesse grupo estão organismos com mais de uma célula na composição do seu corpo. Todos os animais são multicelulares. 

Respiração aeróbica

Consiste no processo feito para obter oxigênio. 

Sistema radial ou radiada

Todos os seres vertebrados têm essa característica, ela permite que o corpo seja dividido em vários raios. Cada um dos raios tem a mesma estrutura. Um exemplo é o da anêmona-do-mar. 

Simetria bilateral

Essa é a característica que faz a divisão do corpo em dois planos parecidos em termos de simetria e com apenas um eixo. Essa simetria torna mais fácil o movimento aquático, terrestre e aéreo. Um exemplo é o ser humano. 

A Evolução e a Zoologia

O estudo da Zoologia tem um papel essencial para a compreensão da evolução. Durante estudos dessa área foram descobertos alguns fósseis de animais invertebrados que viviam reclusos no meio aquático. Os fósseis mais antigos datam de 540 milhões de anos. Tinham grande semelhança com os cnidários, porém, apresentavam formas de penas, artrópodes e vermes sem as suas estruturas rígidas. 

Os artrópodes foram os primeiros invertebrados a povoar o planeta, isso em cerca de 440 milhões de anos. Nesse período, vegetais já podiam ser encontrados no ambiente tornando possível a alimentação desses seres. Para a zoologia, os artrópodes são exemplos de sucesso evolutivo uma vez que podem ser encontrados em vários pontos do globo terrestre. 

O nome dos artrópodes se refere aos seus pés articulados, dentre os exemplos estão aracnídeos, insetos e crustáceos. Entre as principais dificuldades encontradas por esses seres estavam a necessidade de se sustentar, locomover o corpo fora da água e o controle da desidratação. Esses problemas foram solucionados conforme eles desenvolveram seu exoesqueleto, além de suas patas rígidas e articuladas e o processo respiratório se tornou interno. 

Gostou de conhecer um pouco melhor a zoologia?

Retornar ao blog