Veja a explicação do que é o mol

A palavra “mol” é uma das mais utilizadas no estudo da Química, compreender o seu significado é imprescindível para desenvolver conhecimentos dessa área. No artigo a seguir apresentaremos uma explicação completa a respeito do mol, incluindo a sua grafia e plural. Vamos começar?

Origem da palavra mol

Em 1896, o químico Wilhem Ostwald usou a palavra mol pela primeira vez. O termo vem do latim mole e significa “quantidade” ou “monte”. Outra palavra originária desse termo é “molécula”, que significa “pequena quantidade”. 

O que é mol?

Essa unidade de medida é usada para expressar a quantidade de matéria microscópica como moléculas e átomos. Para entender o que é mol, pense na forma como você compra ovos, geralmente eles são comprados em dúzia (12), certo?

Basicamente, o mol determina uma quantidade, assim como a dúzia faz para os ovos. O mol pode ser usado também para determinar massa e volume conforme o esquema abaixo: 

Quantidade – 6,02.1023 átomos, moléculas, íons

Massa em gramas da Tabela Periódica

Volume – 22,4L nas CNTP

Logo, um mol de qualquer coisa possui 6,02.1023 unidades. Por ser um número muito grande, é utilizado para se referir à matéria microscópica. O número 6,02.1023 é a Constante de Avogadro. Pode ser utilizado para a quantificação de moléculas, átomos, íons e número de elétrons. 

Então: 

Em um mol de H temos 6,02.1023 átomos.

Em dois mol de H temos 2 x 6,02.1023 átomos, ou seja, temos 12,04.1023.

Consideração

Foi o químico Wilhelm Ostwald quem sugeriu o termo mol pela primeira vez em 1896. No entanto, foi Amedeo Avogadro quem, em 1811, sugeriu que a mesma quantidade de matérias diferentes teria a mesma quantidade de moléculas. Isso é o que chamamos de Constante de Avogadro. 

Foi apenas no século XX, contudo, que os cientistas conseguiram determinar a quantidade de matéria de um mol através dos estudos empreendidos pelo químico Frances Jean Baptiste Perrin. Essa quantidade é: 6,02.1023

Usos gerais do mol

A palavra mol pode ser empregada para qualquer matéria ou componente dela. Porém, é utilizada mais comumente para estudar quantidades associadas a moléculas, átomos e componentes atômicos.

Elemento químico

Elemento químico nada mais é do que o conjunto de átomos isótopos. Nesse caso, devemos utilizar a seguinte expressão:

1 mol de um elemento = 6,02.1023  átomos desse elemento.

Logo, se temos um mol de cobre (Cu) temos 6,02.1023 átomos de cobre. 

Moléculas

Quando estamos trabalhando com substâncias poliatômicas (formadas a partir da interação de dois ou mais átomos) é necessário ter a seguinte compreensão:

1 mol de qualquer substância = 6,02.1023 moléculas.

Para que fique mais claro, tomaremos a água (H2O) como exemplo:

Ter um mol de água significa ter 6,02.1023 moléculas de água. 

Compreendendo que mol é uma unidade de medida, se torna relativamente simples entender como utilizá-lo no caso de moléculas e elementos químicos. 

O mol como indicador de massa

Esse é um ponto muito importante de compreender a respeito do mol. Um mol de um elemento é equivalente a sua massa molecular em gramas.

Confira os exemplos abaixo:

Em um mol de água há 18g

Em dois mol de água há 2 x 18, ou seja, 36g.

O mol como indicador de volume 

O mol indica o volume ocupado por um gás nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão). O valor do mol nessas condições é de 22,4L.

CNTP

T = 0 = 273K

P = 1atm = 760mmHg

Confira os exemplos abaixo:

Um mol de CO2 ocupa 22,4L nas CNTP

Dois mol de CO2 ocupa 2 x 22,4L nas CNTP, ou seja, 44,8L.

No caso dos gases que não estão nas CNTP, é utilizada a fórmula do Gás Ideal, também chamada de Equação de Clapeyron:

P.V = n.R.T

Em que:

P = Pressão de um gás (atm)

V = Volume de um gás (L)

n = número de mols do gás (mol)

R = Constante de Clapeyron = 0,082atm.L/mol.K

T = Temperatura do gás (K)

Grafia e plural da palavra mol

O correto é grafar a palavra “mol” sempre em letras minúsculas. No tocante ao plural, é importante se atentar para o fato de que, enquanto nome da unidade, há o plural “mols”. No entanto, enquanto símbolo de unidade não há plural. Confira os exemplos abaixo para entender melhor a questão:

 “Quantos mols há nessa substância?”

Nesse exemplo a palavra “mols” é aceita porque estamos usando o nome da unidade.

Contudo, no próximo exemplo esse plural não é aceito:

3,0 mol 

Não existe 3,0 ‘mols’

O segredo é observar se está sendo usado o nome da unidade (que tem plural) ou o símbolo da unidade (não tem plural). Esse é um ponto importante especialmente para quem vai fazer provas discursivas de química, esse detalhe pode custar parte da nota! 

Agora você já sabe o que é mol e como utilizar essa unidade de medida!

Retornar ao blog