Vegetariano e vegano – Qual a diferença? O que muda em suas vidas?

Vegetariano e vegano são duas palavras que se tornaram bastante faladas atualmente. Muitos sabem que se trata de dois tipos de hábitos alimentares, porém, não conhecem as diferenças entre os termos. Além disso, o veganismo envolve mais do que a alimentação e é considerado um estilo de vida.

Siga a leitura para entender melhor o que significa ser vegetariano e vegano, seus hábitos e motivações.

Vegetariano e vegano – Quais as diferenças?

O veganismo é mais facilmente entendido pelas pessoas de modo geral. Já o vegetarianismo costuma ser visto de forma equivocada por muitas pessoas. Saiba mais sobre os dois conceitos a seguir.

Vegetarianismo

Os vegetarianos são pessoas que têm uma alimentação baseada em vegetais. Porém, dentro desse universo existem subclassificações.

Lactovegetariano: não se alimenta de carne e ovos, mas consome leite e laticínios.

Ovolactovegetariano: consome ovos, leite e laticínios.

Ovovegetariano: tem os ovos como único ingrediente de origem animal na alimentação.

Vegetariano estrito: não utiliza nenhum produto de origem animal na sua alimentação.

O vegetariano estrito é aquele que tem maior semelhança com o vegano. Porém, ainda assim existe uma diferença importante, como ficará sabendo a seguir.

Veganismo

O veganismo vai além da alimentação, pois o vegano está focado em não consumir nada que envolva a exploração animal. Assim, também não usa roupas ou calçados de couro e nem mesmo cosméticos que sejam fabricados com ingredientes de origem animal, por exemplo. Inclusive, também há a preocupação de não se utilizar produtos que tenham sido testados em animais.

Cuidados nutricionais que vegetarianos e veganos devem considerar

Existem algumas vitaminas que são importantes para o nosso organismo e que são encontradas com mais facilidade em alimentos de origem animal. Entretanto, isso não significa que não existam outras fontes. Apenas é importante que aquele que decida se tornar vegetariano ou vegano se informe para encontrar substituições adequadas.

Confira alguns exemplos de nutrientes importantes e formas de incluí-los em uma dieta vegana ou vegetariana.

Aminoácidos

Os aminoácidos são encontrados em alimentos como leite, ovos e carnes. Outras fontes incluem leguminosas, castanhas e cereais.

Ferro

O ferro, presente em carnes vermelhas, é indispensável para a saúde, pois auxilia no transporte de oxigênio pelo corpo. Fontes de ferro que não possuem origem animal incluem: frutas secas, vegetais de coloração verde escura, trigo, leguminosas e cereais.

Ômega 3

O ômega 3 é um nutriente que o corpo humano não é capaz de produzir, portanto, precisa ser obtido através da alimentação. Em dietas tradicionais ele pode ser encontrado em peixes, com destaque para salmão e sardinha.

Em dietas sem alimentos de origem animal o que se pode fazer é incluir itens que contenham o chamado ácido linoleico, que se converte em ômega 3. Exemplos de alimentos que contêm ácido linoleico: linhaça, nozes e soja.

Vitamina A

A vitamina A está presente em alimentos como ovos, fígado e leite. As alternativas para vegetarianos e veganos incluem abóbora, batata doce, laranja, vegetais de cor verde escura, entre outros.

Vitamina B12

A vitamina B12 é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Suas fontes mais conhecidas são carne e peixes, contudo, também pode ser encontrada em extrato de levedura e cereais.

Vale destacar que essas informações foram apresentadas a título de informação. O melhor a fazer ao decidir seguir uma alimentação vegetariana ou vegana é consultar um nutricionista. Em alguns casos, o profissional pode indicar uma suplementação para garantir que se tenha acesso a todos os nutrientes necessários.

Vegetarianos e veganos: qual a principal motivação para esses hábitos?

O vegetarianismo e o veganismo são escolhas totalmente pessoais e, portanto, não há uma padronização nos motivos que levam alguém a escolher um ou outro. Porém, de modo geral, existem algumas razões mais comuns.

A primeira delas é o amor e respeito aos animais. As pessoas motivadas por isso defendem que não são apenas pets, como cães e gatos, que merecem cuidado e sim todas as espécies. Outra razão atrelada a essa é a preocupação ambiental, afinal, é de conhecimento geral que a criação de animais para consumo tem um impacto muito grande ao meio ambiente.

Por fim, existem aqueles que optam pelo vegetarianismo por questões de saúde e até de paladar. São pessoas que defendem que o consumo de carne pode trazer malefícios para a saúde e preferem não o fazer ou que apenas não gostam do sabor desse tipo de alimento.

O vegetarianismo nem sempre é um caminho para o veganismo

Grande parte dos veganos começa sua mudança optando pelo vegetarianismo em primeiro lugar. Então, pouco a pouco vão excluindo itens de origem animal da sua dieta e da vida de modo geral. Contudo, é preciso lembrar que nem todo vegetariano pretende ou um dia irá virar vegano.

No final das contas, o importante é respeitar as escolhas individuais e deixar que cada um decida o que é melhor para a própria vida. Isso vale também para as próprias escolhas, que devem sempre ser respeitadas, independentemente de pressões externas.

Gostou de saber mais a respeito das diferenças entre vegetariano e vegano? Navegue pelo blog do Hexag e confira mais conteúdos informativos como este!

Retornar ao blog