Tipos de narração: a narrativa na língua portuguesa

Quando o assunto é Língua Portuguesa o vestibulando precisa ficar atento. Afinal, a disciplina é essencial não só para as questões alternativas e dissertativas do vestibular, mas também para a redação, que tem uma pontuação importante e pode ser decisiva para a sua aprovação. 

O Enem e praticamente todos os vestibulares pedem uma proposta de redação, às vezes curta (com 10 linhas escritas) ou extensa (até 30 linhas). Para se dar bem é fundamental dominar a gramática para escrever corretamente e conhecer os variados gêneros textuais para não ser surpreendido na hora da prova. 

Neste artigo, queremos ajudar você a aprender mais sobre narrativa, quais são os tipos de narração e como mandar bem escrevendo esse tipo de texto.

Gêneros mais cobrados no vestibular

Os textos mais cobrados no vestibular costumam ser dissertações, narrações, descrições e cartas. No Enem e na maioria dos vestibulares é muito comum cair dissertação. Mas o vestibular da Unicamp, por exemplo, costuma permitir que o candidato escolha entre escrever uma narração e uma dissertação. 

Por isso, conhecer as características de cada um desses gêneros é fundamental. Caso não sejam usados na redação, podem ser solicitados em outros momentos da prova, como em artigos e verbetes.

O que é narração

O texto narrativo sempre tem alguém que conta a história. Ele apresenta uma sequência de fatos envolvendo personagens que estão inseridos em um determinado espaço e tempo. Pode ser que o texto aborde fatos reais, um fato fictício ou até mesmo pode misturar elementos dos dois: real e fantasia.

Observe que na narração temos sempre:

  • Narrador, quem assume o papel de contar a história. Ele pode ser onisciente (ter o conhecimento de todos os elementos da história), narrador personagem (que faz parte da história) ou narrador observador (não faz parte da história);
  • Personagens, podendo ser pessoas, animais ou até mesmo seres fictícios (alienígenas, vampiros, etc.);
  • Enredo, o conjunto de fatos que constroem a narração;
  • Espaço, ou seja, o local onde a história acontece;
  • Tempo referente aos momentos em que os fatos acontecem. Pode ser cronológico (uma sequência temporal) ou psicológico (contado conforme as memórias do personagem).

Tipos de narração

Alguns exemplos de textos narrativos são:

  • Conto: uma história curta, com poucos personagens, só um núcleo e um conflito; pode abordar um acontecimento real ou fictício.
  • Crônica: uma narrativa mais informal que costuma falar sobre o cotidiano.
  • Fábula: geralmente contém personagens animais que agem como humanos; a história transmite uma mensagem que aborda questões éticas e morais.
  • Novela: narrativa mais longa, com vários núcleos e, geralmente, que se desenvolve em torno de um personagem principal.
  • Romance: uma história mais extensa e que contém várias tramas

Estrutura da narração


O texto narrativo é um dos gêneros que mais estamos acostumados, pois ao longo da vida temos contato com diversas referências (contos, romances, novelas). Mas nem sempre essa familiaridade torna a tarefa de escrever uma narração mais simples. É preciso entender a estrutura desse tipo de texto e praticar bastante para obter bons resultados na escrita no vestibular.

Veja como construir a estrutura de um texto narrativo.

Introdução

Também chamada de apresentação, este é o momento em que você introduz os principais elementos da sua narrativa: o contexto, o espaço, o tempo e as personagens principais. O leitor precisa se contextualizar para você vir com mais informações em seguida.  

Desenvolvimento

Depois da introdução, você precisa desenrolar a sua história. Em outras palavras, é agora que começa o desdobramento dos acontecimentos, os conflitos que você quer apresentar ao leitor.

Clímax

Chegou o momento de impactar o leitor com alguma revelação marcante, um fato surpreendente. Este é o ápice da sua história. 

Desfecho

Sua narrativa chegou ao fim, é hora de dar um rumo final à história. Agora, o leitor vai saber o que aconteceu com cada personagem depois de todos os conflitos e vai entender qual é a mensagem da narração.

Dicas para escrever um texto narrativo

Seja qual for o tipo de narração que você escolher escrever, é muito importante dar a devida atenção aos personagens. A descrição de cada um precisa ser bem elaborada tanto física como psicologicamente. Lembre-se também de fazer uma boa ligação entre esses personagens na hora de mostrar o papel deles na história apresentando os fatos e seus desdobramentos.

Ao contar um fato, deixe bem claro o que ocasionou o acontecimento, quais foram as consequências e como isso afetou os personagens. Dê bastante clareza e coerência à sua escrita para ficar um texto leve e interessante. Não esqueça de dar um bom desfecho à história.

Agora você já sabe quais são os tipos de narração, como é a estrutura de um texto narrativo e como se dar bem no vestibular caso esse gênero seja exigido. Para saber mais sobre Língua Portuguesa e outros assuntos de vestibular confira o Blog do Hexag Online

Retornar ao blog