Quando usar crase?

Saber quando usar crase é essencial para a escrita correta da língua portuguesa, porém, é um tópico que gera algumas dúvidas. Nesse artigo vamos explicar o que é e como usar a crase de uma forma mais fácil de memorizar. Entender o sentido de aplicação do acento indicador de crase (acento grave que sinaliza a existência da mesma) é a chave para não ter mais dúvidas!

O que é e quando usar crase?

Ao entender o conceito de crase, fica bem fácil saber quando utilizar esse acento grave. A palavra crase tem origem grega e significa fusão ou mistura, aplica-se quando ocorre a contração de duas vogais idênticas.

Basicamente, a crase é soma da preposição “a” com o artigo feminino “a” ou com o “a” do início de pronomes. O acento indicador de crase é a sinalização de que houve essa contração de vogais.

Cinco dicas práticas para saber quando usar crase

Para saber quando usar crase basta que você aprenda a identificar a contração mencionada acima. É bem mais fácil do que parece e para te ajudar listamos cinco dicas para não ter mais dúvidas sobre quando tem ou não tem crase.  

Dica 1 – Crase é usada somente diante de palavras femininas

Embora essa não seja a única regra a respeito do uso de crase, é a mais famosa entre elas. Salvo exceções, somente é aplicada diante de palavras femininas. Mesmo conhecendo essa regra, você fica em dúvida na hora de acentuar?

Então, recomendamos que faça a substituição da palavra feminina em questão por uma palavra masculina, se o “a” passar a ser “ao” com essa modificação, pode acentuar com a crase.

Confira o exemplo:

As funcionárias foram à confraternização de fim de ano da empresa.

Podemos substituir a palavra confraternização por encontro nessa frase, tendo então:

As funcionárias foram ao encontro de fim de ano da empresa.

Dica 2 – Use crase antes de locuções adverbiais femininas de tempo, modo e lugar

A crase deve ser aplicada antes de locuções adverbiais femininas que expressem ideia de modo, lugar e tempo. Ter essa regra em mente pode te ajudar a resolver mais rapidamente o impasse de acentuar ou não. Confira exemplos a seguir para entender com mais clareza:

Às vezes, chegamos mais cedo ao escritório.

Ele precisou fazer o conserto às pressas, pois o cliente já havia chegado.

À medida em que o tempo passa, fico mais sem paciência.

O barco ficou à deriva até o resgate chegar.

Dica 3 – Crase em frases que indicam horas

O acento grave deve ser utilizado em frases que apresentam locuções indicativas de horas, como nos exemplos abaixo:

Às 15 horas devemos ir ao shopping.

A aula terá início às 13h.

Carla esteve aqui às 7 horas, porém, foi embora porque não te encontrou.

Para a aplicação dessa dica é essencial levar em consideração que não se usa o acento grave indicador de crase nos casos em que as horas da frase estão precedidas por preposições para, até e desde.

Marcamos nosso encontro no shopping para as 15 horas.

A aula irá até as 16h.

Carla decidiu ir embora porque estava te esperando desde as 7 horas.

Dica 4 – Crase diante de palavra masculina

Como mencionamos na dica 1, uma forma prática de identificar se há ou não crase é verificar se a palavra seguinte é feminina, pois antes de palavras masculinas não se tem o artigo “a”, não ocorrendo a contração de vogais.

Confira alguns exemplos:

O pagamento do produto foi feito a prazo.

Adicione sal a gosto.

Seu amigo saiu para andar a cavalo.

Os astronautas viajaram a bordo de um ônibus espacial mais moderno.

Cláudio foi a pé para o trabalho.

Percebeu que nesses exemplos não há o artigo “a” responsável pela contração? No entanto, há um caso em que esse artigo existe e gera a acentuação de crase diante de palavra masculina. Isso ocorre quando a expressão “à moda de” for implícita na frase, a seguir daremos alguns exemplos:

Ele cantou a música à Elvis. (A frase poderia ser também: Ele cantou a música à moda de Elvis.).

Ele jogou à Ronaldinho. (A frase poderia ser também: Ele jogou à moda de Ronaldinho.).

Ele cozinhou à Olivier Anquier. (A frase poderia ser também: Ele cozinhou à moda de Olivier Anquier.).

Ele usa sapatos à Luís XV. (A frase poderia ser também: Ele usa sapatos à moda de Luís XV.).

Dica 5 – A crase é opcional em alguns casos

Em alguns casos, o uso da crase é opcional, explicaremos cada uma dessas situações abaixo.

Antes de pronomes possessivos femininos

Neste caso, o uso do artigo “a” antes do pronome é opcional, logo, pode ou não receber acentuação. Confira o exemplo:

Eu devo desculpas à minha irmã.

Eu devo desculpas a minha irmã.

Após a palavra até

A acentuação da crase é opcional nos casos em que há uma palavra feminina que admita artigo após a preposição até, confira o exemplo abaixo:

Os irmãos foram até à praça Tiradentes.

Os irmãos foram a praça Tiradentes.

Antes de nomes próprios femininos

A crase é opcional antes de nomes próprios femininos porque o artigo antes do nome não é uma obrigatoriedade, confira o exemplo:

Eduardo fez o pedido de casamento à Vanessa.

Eduardo fez o pedido de casamento a Vanessa.

Com essas dicas fica mais simples saber quando usar ou não a crase, não é mesmo? Agora é só treinar fazendo mais exercícios e memorizar as regras.

Retornar ao blog