Qual a diferença entre a Igreja Católica Apostólica Romana e Igreja Católica?

Muitas pessoas não sabem quais são as diferenças entre a Igreja Católica Apostólica Romana e a Ortodoxa. Embora as duas sejam vertentes do Cristianismo, possuem doutrina e costumes distintos. No artigo a seguir iremos pontuar melhor essas diferenças para que você entenda melhor a questão.

Igreja Católica Apostólica Romana e Igreja Católica Ortodoxa: quais são as diferenças?

A diferença mais marcante entre as duas igrejas diz respeito à liderança. Na Igreja Católica Apostólica Romana, a liderança é do Bispo de Roma, ou seja, o Papa, que é autoridade máxima. 

Para os ortodoxos, todos os bispos são iguais, eles não acreditam na supremacia de um dos bispos. Somente o Patriarca de Constantinopla possui uma deferência especial, ele é tido como o primus inter pares (o primeiro entre seus iguais).

Em 1054, houve uma divisão na Igreja Católica que levou a existência de doutrinas, rituais, crenças e símbolos distintos. Abaixo listamos as diferenças mais significativas entre as duas igrejas. 

Papa

Igreja Católica Romana: autoridade máxima.

Igreja Ortodoxa: não há autoridade máxima. Existe uma hierarquia em que o colegiado de bispo, sob a presidência do Patriarca de Constantinopla, está na posição mais elevada. 

Celibato para sacerdotes

Igreja Católica Romana: todos os sacerdotes devem ser celibatários.

Igreja Ortodoxa: os padres devem ser celibatários. No entanto, um homem casado pode se tornar padre. Essa regra não é aplicada aos bispos. 

Calendário

Igreja Católica Romana: o calendário oficial é o gregoriano.

Igreja Ortodoxa: tem como calendário oficial o juliano, que apresenta uma diferença de 13 dias em relação ao calendário gregoriano.

Cruz

Igreja Católica Romana: a cruz da Igreja Católica Romana possui somente uma barra disposta na horizontal.

Igreja Ortodoxa: a cruz da Igreja Ortodoxa possui 3 barras dispostas horizontalmente.

Quaresma

Igreja Católica Romana: nessa igreja a quaresma dura 40 dias.

Igreja Ortodoxa: na Igreja Ortodoxa a quaresma dura 47 dias.

Língua dos cultos

Igreja Católica Romana: atualmente, se utiliza a língua local, no entanto, antes era usado o latim.

Igreja Ortodoxa: usam o idioma do local.

Imagens

Igreja Católica Romana: fazem uso de imagens bidimensionais como quadros e tridimensionais, como estátuas para a representação dos santos.

Igreja Ortodoxa: utilizam somente as imagens bidimensionais.

Poder na história

Igreja Católica Romana: os papas, por vezes, demonstraram ter poder acima de reis e governantes.

Igreja Ortodoxa: os imperadores tinham mais poder do que o Patriarca de Constantinopla e os bispos atuavam em colaboração com a igreja.

Oração

Igreja Católica Romana: tem o hábito de rezar ajoelhados.

Igreja Ortodoxa: tem o hábito de rezar em pé.

Purgatório

Igreja Católica Romana: creem no purgatório.

Igreja Ortodoxa: não acreditam na existência do purgatório.

Como ocorreu a divisão da Igreja Católica?

Já havia ocorrido a divisão da cristandade entre igrejas nestorianas e pré-calcedônias (aquelas que não concordaram com o Concílio da Calcedônia realizado no ano de 451).

No entanto, ainda havia unidade dentro do território do Império Romano. A queda do Império Romano no Ocidente fez com que as diferenças entre o cristianismo do Ocidente e do Oriente ficassem ainda mais evidentes. 

Essas diferenças culturais levaram a lutas pelo poder e isso acarretou no rompimento das duas vertentes. A língua diferente e o constante questionamento a respeito do poder do Papa levaram ao “Cisma do Oriente”, em 1054, a separação das igrejas. 

Os católicos da Europa Ocidental passaram a ser os católicos romanos e os católicos da Europa Oriental e Oriente Médio passaram a ser os ortodoxos. Nos dias atuais, há mais católicos ortodoxos no Ocidente do que no Oriente devido às perseguições realizadas em alguns países muçulmanos. 

A cruz

A cruz da Igreja Católica Apostólica Romana possui somente uma barra. Já a cruz da Igreja Católica Ortodoxa possui três barras. A primeira barra representa o local em que foi colocada a inscrição INRI (Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus). A barra do meio representa onde os braços de Jesus foram pregados. A terceira barra é aquela que serviu de apoio para os pés de Jesus. 

Autoridade do Papa

Certamente, um dos pontos de maior distinção entre essas duas vertentes do cristianismo está na questão da autoridade do Papa. Na Igreja Católica Romana, a autoridade máxima é a do Bispo de Roma, o Papa.

Os ortodoxos não acreditam na supremacia no governo da igreja e nem na infalibilidade dos assuntos da moral e da fé. O cargo mais elevado na Igreja Ortodoxa é do Patriarca de Constantinopla. Assim como acontece com o Papa, o Patriarca, é o símbolo de unidade da igreja. 

A Igreja Católica Romana possui sua sede no Vaticano. Já a Igreja Ortodoxa adiciona ao seu nome à localidade em que está. Sendo assim, há a Igreja Ortodoxa Romena, dirigida pelo Patriarca da Romênia, e a Igreja Ortodoxa Russa, que se encontra sob a jurisdição do Patriarca de Moscou. 

Apesar de terem líderes diferentes, as duas igrejas são consideradas a mesma. O patriarca não tem autoridade total, dessa forma, eles não podem interferir na jurisdição um do outro. 

Comemoração do Natal

Como já mencionamos, a Igreja Católica Romana utiliza o calendário gregoriano, enquanto a Igreja Ortodoxa usa o calendário juliano. Há uma defasagem de dias entre esses calendários e, por isso, o Natal e a Páscoa são celebrados em datas diferentes. O Natal dos católicos romanos é celebrado no dia 25 de dezembro e dos ortodoxos no dia 7 de janeiro. 

A quaresma também possui duração diferente, os católicos romanos têm uma quaresma de 40 dias, enquanto para os ortodoxos a duração é de 47 dias. Essa diferença se deve ao fato de que os católicos romanos não incluem os domingos na conta da quaresma. Já os católicos ortodoxos incluem os domingos na conta. 

Essas são as principais diferenças entre as igrejas Católica Romana e Ortodoxa!

Retornar ao blog