Qual a função dos cromossomos?

Você sabe o que são cromossomos e qual é a sua função? Continue lendo para encontrar essas respostas e aprenda mais sobre um dos temas mais recorrentes nas provas do Enem e vestibulares.

O que são cromossomos?

Recebem o nome de cromossomos filamentos de cromatina espiralados encontrados no núcleo de todas as células. A cromatina é constituída por moléculas de DNA e proteínas de duas classes: histonas e cromossômicas não-histonas. A cromatina pode ser encontrada em duas formas: eucromatina e heterocromatina.

Entenda melhor a seguir.

Eucromatina

Trata-se de DNA ativo que pode fazer a transcrição.

Heterocromatina

É um DNA bem condensado e inativo que não pode realizar a transcrição de genes.

Cromossomo x cromatina: qual é a diferença?

Embora ambas as estruturas sejam compostas por DNA, se diferenciam pelo estado em que se encontram. A cromatina consiste em um longo e fino filamento de DNA encontrado durante a interfase. Essa é a fase em que a célula não está em divisão. Cada cromossomo é constituído por um filamento de cromatina.

Então, o cromossomo nada mais é do que a cromatina “enrolada” sobre si mesma que adquire a forma espiralada e condensada durante a fase de divisão da célula. Em outras palavras, o cromossomo é a cromatina condensada. Algo interessante de pontuar é que o cromossomo é a única estrutura visível durante a divisão celular.

Qual é a função dos cromossomos?

Ao longo do seu comprimento, um cromossomo pode ser demarcado em milhares de regiões que recebem o nome de genes. Os cromossomos têm a função de controlar as funções das células. Eles ainda carregam informações genéticas do indivíduo por meio dos genes.

Estrutura dos cromossomos

O cromossomo possui uma unidade estrutural filamentosa de DNA com forma de espiral que está envolvida por uma substância proteica chamada matriz. Confira abaixo as partes do cromossomo:

Cromômeros

Consistem em engrossamentos bem irregulares com aspecto de granulações que podem ser encontrados em toda extensão da cromatina.

Cromatídeos

Trata-se do resultado da divisão longitudinal do cromossomo no processo de divisão celular.

Centrômero

Consiste na constrição primária que divide o cromossomo em 2 braços. Tem influência no movimento realizado durante a divisão celular. No geral, existe apenas um centrômero em cada cromossomo, porém, existem organismos dicêntricos ou policêntricos.

Satélite

Consiste na parte terminal de material cromossômico, que é separado do cromossomo por uma constrição secundária.

Zona SAT

É a porção do cromossomo que está relacionada com a formação do nucléolo na fase denominada telófase.

Telômeros

São as extremidades finais dos cromossomos que o protegem da degradação.

Durante as fases de metáfase e anáfase da divisão celular, os filamentos dos cromossomos se encontram mais condensados e compactos, o que facilita o seu estudo.

O DNA e as histonas

Um dos aspectos mais relevantes da estrutura dos cromossomos é a associação entre DNA e proteínas histonas. Juntos formam um complexo, já que as histonas possuem carga positiva enquanto os grupos fosfatados do DNA apresentam cargas negativas. Há 5 tipos diferentes de histonas: H1, 2 H2A, 2 H2B e 2 H3, sendo distinguidos pela sua proporção lisina/arginina.

As histonas geram alterações nas propriedades físicas e no diâmetro do DNA. A temperatura de fusão, em que os fios de DNA mudam de forma de dupla hélice regular para a forma de fio simples, é consideravelmente elevada pelas histonas.

Conheça os tipos de cromossomos

Os cromossomos são classificados de acordo com a posição dos centrômeros. Confira quais são os tipos abaixo.

Metacêntrico

Esse tipo de cromossomo possui o centrômero na posição mediana. Ambos os braços têm o mesmo tamanho.

Acrocêntrico

Nesse caso, o centrômero está próximo de um dos extremos do cromossomo. Isso faz com que um dos braços fique maior do que o outro.

Telocêntrico

O centrômero, nesse caso, está em uma das extremidades. Esse cromossomos apresenta apenas um braço.

Submetacêntrico

O centrômero está em um ponto um pouco deslocado da região mediana. Os braços apresentam tamanhos desiguais.

Conheça os cromossomos humanos

O conjunto de cromossomos de uma espécie recebe o nome de cariótipo. O cariótipo do ser humano é constituído por 23 pares de cromossomos. Nos organismos diplóides as células somáticas têm 2n cromossomos, uma vez que 23 são de origem materna e outros 23 são de origem paterna.

Dessa forma, o total é de 46 cromossomos recebidos. Dentre estes, 44 são cromossomos autossomos que estão presentes em todas as células somáticas. Os outros dois são cromossomos sexuais, sendo um “X” (cromossomo feminino) e o outro “Y” (cromossomo masculino). Mulheres apresentam pares “XX”, enquanto os homens apresentam “XY”.

Alterações no número e estrutura dos cromossomos acarreta mutação. Podemos citar como exemplo a Síndrome de Down, que se caracteriza pela presença de um cromossomo a mais no par 21. Por isso, a síndrome é também chamada de Trissomia 21.

O que são cromossomos homólogos?

São denominados como cromossomos homólogos aqueles que apresentam o mesmo tamanho e têm a mesma posição relativa dos centrômeros, tendo relação com os Genes Alelos. Os genes ocupam o mesmo lócus gênico nos cromossomos homólogos e se envolvem na determinação de um caráter comum.

Agora você já sabe o que são e qual é a função dos cromossomos. Para conferir mais conteúdos como este, navegue pelo blog do Hexag!

Retornar ao blog