Qual a função do material genético para os organismos vivos?

Conhecer a função do material genético para os organismos vivos é essencial para quem está se preparando para o Enem e outros vestibulares. É bastante comum que questões a respeito desse tema sejam cobradas nessas provas. Além disso, esse conhecimento permite compreender com mais facilidade outros assuntos da área de biologia.

Função do material genético: tudo o que você precisa saber

A seguir iremos apresentar os principais tópicos para a compreensão da função do material genético.

O que é material genético?

O material genético é composto pelos ácidos nucleicos, responsáveis por codificar os genes. Neles, estão contidas todas as informações genéticas responsáveis por determinar as características de uma vida orgânica. Para se ter uma ideia, cada célula possui uma quantidade média significativa desse material no decorrer de sua vida.

Retrovírus e os seres vivos apresentam material genético formado quase que totalmente pelo ácido desoxirribonucleico, o DNA de cadeia dupla. É importante citar que, em alguns casos de vírus de DNA, esse material se constitui de DNA de cadeia única. Já os vírus de RNA apresentam como material genético o ácido ribonucleico.

Conheça a função do material genético: DNA

O ácido desoxirribonucleico (DNA) é um composto orgânico que se caracteriza por conter informações genéticas responsáveis por coordenar o desenvolvimento e funcionamento do organismo dos seres vivos e, também, de alguns vírus. Em outras palavras, significa que o DNA é responsável pela determinação das características físicas e fisiológicas dos seres vivos.

Também cabe ao DNA a função de transmitir as características hereditárias para outras gerações, como a cor do cabelo, traços de fisionomia, cor dos olhos, entre outras.  O DNA é composto por uma estrutura relativamente simples que possui inúmeros nucleotídeos.

Os nucleotídeos, por sua vez, são compostos por um açúcar com cinco carbonos (que é a desoxirribose) + um radical de ácido fosfórico (fosfato) + um composto cíclico de nitrogênio (base nitrogenada). Há cinco tipos de bases nitrogenadas: adenina (A), guanina (G), citosina (C), timina (T) e uracila (U). Essas são as moléculas responsáveis por formar os genes.

Curiosidade

A estrutura molecular do DNA foi descoberta pela química britânica Rosalind Franklin através de experimentos focados em difração de raios-X na década de 1950. Os cientistas Francis Crick, James Watson e Maurice Wilkins continuaram a pesquisa após o falecimento de Franklin e receberam o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1962. Eles apresentaram a descoberta da dupla-hélice do DNA.

Conheça a duplicação do DNA

Frequentemente, as células precisam se multiplicar para que possam contribuir para o funcionamento do organismo. Nessa situação, o DNA precisa se duplicar. Trata-se de um processo que ocorre com a ajuda de diversas enzimas, cuja função é realizar a quebra de pontes de hidrogênio. Algo que leva à separação dos dois filamentos da dupla hélice. Novos nucleotídeos serão encaixados em cada filamento exposto, de forma que se tenha, então, duas moléculas de DNA a partir de apenas uma.

O RNA

O ácido ribonucléico (RNA) é também composto por uma cadeia de nucleotídeos. Porém, diferentemente do DNA, grande parte dos RNAs conta com apenas uma hélice simples e não com uma dupla hélice bicatenária. Trata-se de uma das características que torna o DNA potencialmente muito maior do que RNA.

O RNA, sendo composto por uma cadeia de nucleotídeo, também conta com bases nitrogenadas, mas nesse caso elas são: adenina (A), a guanina (G), a citosina (C) e a uracila (U), essa última substitui a timina (T) que está presente na molécula de DNA.

Qual é a função do RNA?

O RNA tem como sua principal função copiar e transportar a informação presente no DNA até as estruturas que sintetizam as proteínas. O processo leva à ramificação que origina três tipos de RNA: RNA Mensageiro (RNAm); RNA Ribossômico (RNAr) e o RNA Transportador (RNAt).

RNA Mensageiro

O RNA Mensageiro é responsável por transcrever as informações do DNA, levando-as do núcleo até o citoplasma. É importante explicar que a molécula de DNA, que tem todas as informações para formar proteínas, é enorme, não sendo possível tirá-la do núcleo para levá-la ao citoplasma, onde acontece a produção das proteínas. Por esse motivo, o RNAm é tão relevante.

RNA Ribossômico

O RNA Ribossômico tem como função participar da construção dos ribossomos. Os ribossomos são organelas citoplasmáticas não-membranosas que atuam na produção de proteínas. Comparando com os demais tipos de RNA é o que tem maior peso.

RNA Transportador

O RNA Transportador atua realizando o transporte das moléculas de aminoácidos que farão parte da síntese proteica até os ribossomos. Os ribossomos são as organelas que irão realizar o trabalho de união que irá gerar as proteínas. Esse é o RNA de menor peso em comparação com os outros dois.

Agora você já conhece a função do material genético para os organismos vivos! Navegue pelo blog do Hexag e confira mais conteúdos de biologia e outras disciplinas!

Retornar ao blog