Quais são e como identificar os pontos cardeais?

Os pontos cardeais consistem em pontos de referência determinados para a orientação na superfície terrestre. Há quatro pontos: leste (L), oeste (O), norte (N) e sul (S). Além desses, existem direções intermediárias que são chamadas de pontos colaterais e subcolaterais. Sua representação gráfica recebe o nome de rosa dos ventos. 

Esses pontos podem ser identificados de diversas maneiras, a forma mais antiga é pela observação direta dos astros como o Sol, por exemplo. Atualmente, existem instrumentos técnicos, como bússolas e GPS, que facilitam esse processo. Continue lendo para saber mais. 

Quais são os pontos cardeais?

Os pontos cardeais foram estabelecidos como uma forma de auxiliar a orientação no espaço terrestre. Para essa finalidade existem quatro, que são: 

Norte (N) – Pode ser chamado também de boreal ou setentrional. 

Sul (S) – É também conhecido como austral ou meridional. 

Leste (L) – É referenciado algumas vezes como “este” e também pode ser chamado de oriente. 

Oeste (O) – Também é chamado de ocidente. 

Rosa dos ventos: a representação gráfica dos pontos cardeais

A representação gráfica de todos os pontos cardeais é chamada de rosa dos ventos ou de rosa-náutica. Nessa representação estão todos os pontos de referência usados para a orientação no espaço. Ela contém os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais. 

Contudo, é relativamente comum nos depararmos com figuras que representam somente os pontos cardeais (os quatro pontos principais) ou que possuem apenas os pontos cardeais e colaterais (oito pontos). A rosa dos ventos foi criada na Grécia Antiga com o objetivo de indicar a direção dos ventos, por isso ela recebeu esse nome. 

Alguns séculos depois, navegadores começaram a utilizar essa técnica com o mesmo objetivo no mar Mediterrâneo. Ao longo do tempo, a sua composição foi sendo aprimorada.

Durante o período das Grandes Navegações, foram registradas rosas dos ventos com até 32 pontos de referência. Então, ela foi incorporada à bússola, tornando-se um dos instrumentos mais usados nos deslocamentos e para localização.

Para que servem os pontos cardeais?

Em linhas gerais, os pontos cardeais são utilizados para a nossa orientação na superfície terrestre. Também podem ser utilizados para a localização de pessoas, objetos e lugares. Com o auxílio deles podemos encontrar ruas, bairros, cidades, países e até continentes. 

Quando nos deslocamos de um lugar para o outro, os pontos cardeais servem de referência. Eles também podem ser usados para identificar a posição relativa de elementos que compõem o espaço. 

Como identificar os pontos cardeais?

Há inúmeras formas de identificar os pontos cardeais, sendo uma das mais antigas a observação do Sol. Para usar essa técnica é necessário apontar o braço direito para a direção em que o Sol nasce. Ao fazer isso, você encontrará o leste. Esse ponto pode ser chamado também de nascente exatamente por ser onde o Sol nasce.

O braço esquerdo será apontado para a direção oposta, que, nesse caso, é o oeste, ou seja, a posição em que o Sol se põe. À sua frente estará o norte e as suas costas o sul.

A identificação dos pontos cardeais com base no Sol é bem simples, contudo, deve ser feita com cuidado. Dependendo da época do ano e do lugar em que a técnica for realizada, podem existir algumas variações em relação às posições em que o Sol nasce e se põe. 

Ressaltamos que o Sol não é o único astro que pode ser usado como referência para a identificação dos pontos cardeais. Há séculos a posição de algumas estrelas ou constelações são usadas para identificar esses pontos. A constelação do Cruzeiro do Sul, por exemplo, indica o hemisfério Sul. Já a Estrela Polar indica o hemisfério Norte. 

A observação direta do céu pode ser uma excelente técnica para identificar os pontos cardeais, no entanto, isso pode ser feito também com a ajuda de instrumentos como o GPS e a bússola. 

Pontos colaterais

Pontos colaterais são os intermediários entre os pontos cardeais. Confira abaixo quais são eles: 

Nordeste (NE) – Fica localizado entre o norte e o leste; 

Sudeste (SE) – Fica entre o sul e o leste;

Sudoeste (SO) – Está localizado entre o sul e o oeste; 

Noroeste (NO) – Está situado entre o norte e o oeste. 

Pontos subcolaterais

Esses pontos permitem identificar um posicionamento ainda mais específico, estão entre os pontos cardeais e colaterais. No total, são oito pontos. 

Norte-nordeste (NNE) – Situado entre o norte e o nordeste; 

Lés-nordeste (ENE) – Fica entre o nordeste e o leste;

Lés-sudeste (ESE) – Fica entre o leste e o sudeste; 

Sul-sudeste (SSE) – Fica entre o sudeste e o sul;

Sul-sudoeste (SSO) – Entre o sul e o sudoeste; 

Oés-sudoeste (OSO) – Localizado entre o sudoeste e o oeste; 

Oés-noroeste (ONO) – Fica entre o oeste e o noroeste; 

Nor-noroeste (NNO) – Está entre o noroeste e o norte. 

Gostou de saber mais sobre os pontos cardeais? Agora você já sabe como identificá-los!

Retornar ao blog