Quais os principais tipos de fungos?

Os fungos compõem um dos cinco reinos de organismos da Terra, o Reino Fungi. Esses seres possuem características bastante particulares e por isso são classificados à parte. No artigo a seguir falaremos mais sobre o reino e sobre os principais tipos inclusos dentro dele. Boa leitura!

Reino Fungi: o reino dos fungos

Integrantes do Reino Fungi, os fungos não devem ser confundidos com plantas. Eles são, na verdade, seres bastante diversos entre si e entre eles está o maior ser vivo da Terra. É interessante pontuar que os fungos possuem características particulares que os separam dos outros reinos. 

Entre essas características está o fato de serem heterótrofos, isto é, têm a necessidade de absorver carboidratos e matéria orgânica. Não fazem fotossíntese e nem quimiossíntese, podendo ser unicelulares ou pluricelulares. Um exemplo de fungos unicelulares são as leveduras usadas como fermento para a produção de pães e cerveja. Na categoria de fungos pluricelulares podemos mencionar os cogumelos. 

Os seres do Reino Fungi apresentam uma parede celular de quitina (tipo de carboidrato) ao redor das suas células. Os organismos desse reino podem atingir tamanhos impressionantes, particularmente uma espécie do gênero Armillaria, que ocupa uma área de 3,8 km de diâmetro no estado norte-americano do Oregon. Trata-se de um ser vivo com biomassa superior a de um dinossauro, baleia-azul ou sequoia. 

Para quem está imaginando um cogumelo gigante, devemos esclarecer que na verdade se trata de hifas do espécime que ocupam toda essa área. Algo curioso sobre esses fungos é que eles colonizam e eliminam árvores e plantas lenhosas (que produzem madeira) do local em que se instalam. Sobre o solo, é possível visualizar cogumelos marrom-amarelados que constituem apenas uma parte de organismos de tamanho bem maior. 

Conheça os principais tipos de fungos

A classificação dos fungos é um tema que gera bastante debate dentro da área da Biologia. Ainda existem divergências a respeito dessas classificações e frequentemente surgem novas espécies e debates. A seguir apresentaremos os principais tipos de fungos conhecidos e categorizados. 

Ascomycota e Basidiomycota

Os dois filos integram o sub-reino Dikarya e contam com grande variedade de organismos. Estão nesse grupo boa parte dos cogumelos, bolores, leveduras e fungos patogênicos. Os integrantes do grupo Ascomycota se caracterizam por produzir seus esporos em estruturas conhecidas como ascos. Normalmente eles dão origem a corpos de frutificação na forma de guarda-chuva invertido, no caso dos multicelulares. 

Por sua vez, os Basidioycota contam com estruturas chamadas de basídios que tem a responsabilidade de formar esporos. Este é o grupo em que os cogumelos comuns têm origem. 

Blastocladiomycota

Nesse grupo estão concentrados especialmente os organismos saprófitos, isto é, fungos que atuam degradando e se nutrindo de matéria orgânica em decomposição. Alguns desses seres podem ser parasitas. 

Chytridiomycota

Nesse filo os seres possuem células móveis no estágio de esporos de forma que apresentam flagelo. Os fungos desse grupo podem degradar quitina e queratina. Alguns desses seres podem ser parasitas. 

Glomeromycota

Os fungos do filo Glomeromycota são chamados de micorrízicos e se reproduzem apenas de forma assexuada. Microrrizas são associações entre fungos e raízes de plantas. Nessa sociedade a planta fornece carboidratos para o fungo e o fungo, por sua vez, oferece para a planta nutrientes inorgânicos. 

Microsporidia

Nesse grupo estão parasitas unicelulares de eucariotos. Algo importante de pontuar é que nesse grupo estão fungos que podem causar doenças no homem assim como ser parasitas de protozoários. Inclusive nesse grupo estão os causadores da microsporidiose.

Neocallimastigomycota

Os organismos desse filo não possuem mitocôndrias e atua fazendo metabolismo anaeróbico com base nos hidrogenossomos. Boa parte das espécies desse grupo digerem a celulose e dessa forma realizam associações simbióticas com ruminantes e outros herbívoros. 

Saiba mais sobre alguns fungos

Bolor – O bolor é um fungo bastante comum em plantas e alimentos, pode enfraquecer seu hospedeiro. Apresenta tamanho microscópico e pode gerar manchas brancas em frutas e folhas. 

Leveduras – As leveduras são seres microscópicos e unicelulares bastante utilizados no processo de fermentação para a produção de bebidas alcóolicas e alimentos. Sua reprodução se dá através do processo de brotamento. 

Mofo – Consiste em um fungo formado por hifas (massa de filamentos fungais) e cresce com o formato de flocos de algodão. Costuma se desenvolver em alimentos como legumes, pão, frutas, entre outros. Também podem se desenvolver em fezes de animais

Champignon – Fungo comestível que é bastante apreciado na culinária.

Trufa – Tipo de fungo comestível que é apreciado por ter um sabor diferenciado. Trufas se desenvolvem embaixo da terra e geralmente custam caro, sendo utilizadas na alta gastronomia.

Penicillium – Esse tipo de fungo surge em lugares úmidos. Podem ser utilizados para a produção de queijos e antibióticos.

Orelha-de-pau – Desenvolvem-se em troncos de árvores, apresentam forma de concha. Com o passar do tempo, podem enfraquecer a árvore hospedeira.

Tinha – Fungo que se desenvolve na pele do ser humano. Esses seres vivem da digestão da queratina que existe na pele. Devido à sua ação, podem surgir manchas circulares na pele. É mais comum em crianças. 

Agora você já conhece os principais tipos de fungos e as suas características!

Retornar ao blog