Posso fazer duas faculdades ao mesmo tempo? Pontos positivos e negativos dessa escolha

Se alguma vez você já se perguntou: “posso fazer duas faculdades ao mesmo tempo?”, a resposta é depende. De acordo com a Lei 12.089 de 2009, não é permitido que estudantes façam dois cursos em universidades públicas simultaneamente para não ocupar mais de uma vaga. Tanto faz se os cursos são na mesma universidade ou em duas instituições públicas distintas.

No entanto, não há nenhum impedimento legal de fazer duas faculdades paralelamente se pelo menos uma delas for particular. Mas, aí entra a questão da efetividade de apostar em fazer dois cursos concomitantemente, será que vale a pena? Para quem está com essa dúvida, vamos debater os principais pontos negativos e positivos da escolha.

Posso fazer duas faculdades ao mesmo tempo? Será que é realmente efetivo?

Como mencionamos acima, não se pode fazer dois cursos de graduação em universidades públicas ao mesmo tempo por uma questão legal e isso inclui também fazer dois cursos em universidades particulares através do ProUni ou com obtenção de vaga pelo Sisu.

Sendo assim, a situação que abordaremos a seguir, para explanar sobre os pontos positivos e negativos de cursar duas faculdades paralelamente, refere-se a um exemplo em que um ou ambos os cursos são feitos em universidades particulares, sem benefícios do governo. Com tudo entendido a respeito da questão legal, vamos começar a pensar sobre a eficiência de cursar duas universidades?

Pontos positivos de fazer duas faculdades ao mesmo tempo

Quem aceita a empreitada de fazer dois cursos ao mesmo tempo, embora tenha uma série de dificuldades para resolver, também pode se deparar com algumas vantagens. Apresentaremos as principais abaixo.

Economia de tempo na graduação

É bastante expressivo o número de formandos que se vê diante da necessidade de fazer um segundo curso de graduação para conquistar melhores oportunidades no mercado de trabalho. Quem fez dois cursos ao mesmo tempo consegue poupar os anos da segunda graduação.

Além disso, dependendo da similaridade das áreas dos dois cursos, é possível conseguir equivalência de disciplinas, ou seja, usar a conclusão de matérias em um dos cursos para eliminar do currículo do outro, tornando menos pesada a jornada dupla de estudos.

Currículo mais competitivo

Ter duas formações torna o profissional mais interessante para o mercado de trabalho, não somente pelo domínio de um conjunto mais expressivo de ferramentas e habilidades, como também pelo fato de ter conseguido gerenciar seu tempo estrategicamente durante as duas graduações.

Leque mais amplo de possibilidades

O indivíduo que se formou em duas faculdades passou pelo dobro de experiências, como estágios, contato com mais metodologias de ensino, conhecimento de ferramentas variadas. O leque de possibilidades que espera essa pessoa no mercado de trabalho é bem mais amplo, inclusive, em alguns casos, existe a chance de cruzar os conhecimentos, tornando-se um profissional diferenciado.

Pontos negativos de fazer duas faculdades ao mesmo tempo

Antes de tomar a decisão de fazer dois cursos de graduação ao mesmo tempo, recomendamos que o estudante reflita sobre as consequências de iniciar essa dupla jornada. A seguir vamos apresentar os pontos negativos que podem tornar essa experiência extenuante e menos produtiva do que o esperado.

Muito para fazer e pouco tempo disponível

Fazer um curso de graduação já é difícil, assumir a responsabilidade de fazer dois aumenta e muito a carga do estudante. O indivíduo que faz essa opção deve ser muito disciplinado para conseguir estudar para as disciplinas das duas faculdades, fazer os trabalhos dentro dos prazos e não ficar sobrecarregado.

Se, em algum momento, o estudante perder o controle do gerenciamento do tempo, pode se ver em uma bola de neve, em que não consegue mais atender as demandas duplas. Além disso, é bem possível que os períodos de provas sejam muito próximos ou até ao mesmo tempo. Já pensou ter uma semana com provas em dois turnos? É necessário ter certeza de que dá conta desse desafio para seguir em frente.

Possível descontrole emocional

A pressão de se manter em dia com as duas faculdades pode levar a um descontrole emocional que prejudica a qualidade da formação. Ao aceitar o desafio de fazer dois cursos concomitantemente, o estudante deve se blindar emocionalmente para a pressão que sofrerá, inclusive dos colegas, que podem ter dificuldade de acreditar que todos os prazos serão cumpridos. O tempo para se divertir com os amigos será bem menor do que o dos colegas, saber lidar com isso é o segredo para não se perder ao longo da jornada.

Duas graduações ao mesmo tempo: vale a pena?

Não há uma resposta certa para essa pergunta, pois depende de como cada indivíduo irá encarar a situação. Estudantes disciplinados e com foco podem, sim, conseguir passar por essa experiência sem grandes prejuízos sociais. Porém, pessoas que têm dificuldades para se organizar cotidianamente podem passar por um grande estresse ao assumir dois compromissos tão importantes.

O ideal é que o estudante reflita para identificar se realmente vê a dupla graduação como algo de extrema importância para sua carreira e o quanto está disposto a comprometer sua vida pessoal para isso. Uma opção para evitar a sobrecarga é fazer uma graduação de cada vez, pense nisso!

Esperamos ter ajudado a esclarecer as vantagens e desvantagens de fazer dois cursos ao mesmo tempo. Agora é a sua vez de refletir para tomar a melhor decisão.

Retornar ao blog