Pegadinhas que costumam cair no vestibular

As pegadinhas no vestibular são bastante frequentes, não estar preparado para elas pode custar conseguir a tão sonhada vaga no ensino superior. A seguir vamos explicar melhor quais são as principais pegadinhas que podem ser encontradas em provas de vestibular e do Enem. Depois de ler este artigo você estará mais preparado para ter um excelente desempenho nos processos seletivos! 

Pegadinhas no vestibular: conheça as mais frequentes

Algumas questões de provas do vestibular e Enem são desenvolvidas para testar o quanto os candidatos estão atentos e têm boa capacidade de interpretação. As chamadas pegadinhas podem induzir até os alunos mais preparados ao erro. Para te ajudar a não perder pontos valiosos vamos apresentar abaixo as principais pegadinhas que podem surgir no vestibular.

1. Questão que pede a alternativa incorreta

Questões que solicitam marcar a alternativa incorreta podem confundir os candidatos. O convencional é procurar pela alternativa correta, não é mesmo? Desse modo, muitos estudantes perdem questões simplesmente por não identificarem a mudança do padrão. Pode acontecer de, na pressa, o candidato ler a primeira alternativa correta e assinalá-la sem se dar conta de que não era isso que estava sendo pedido. 

Dica: o grande segredo é ler com calma os enunciados das questões seguindo à risca as instruções. Grife palavras como “correta” ou “incorreta” do enunciado para lembrar-se do que está procurando.

2. Todas as alternativas parecem corretas

Uma pegadinha clássica do vestibular é aquela questão em que todas as alternativas parecem estar corretas. Nesse tipo de questão, as alternativas são elaboradas contendo elementos corretos, mas em apenas uma delas todas as informações são realmente corretas. Identificar os pequenos erros embutidos nas demais alternativas é o segredo para escapar dessa armadilha. 

Dica: para escapar dessa pegadinha, é fundamental ler o enunciado todo da questão, assim como as alternativas. Adquira o hábito de sublinhar os dados corretos de cada alternativa. Você também pode usar a abordagem contrária, ou seja, riscar as informações incorretas. Ao fazer isso, conseguirá identificar onde está a única questão completamente correta. 

Outra dica importante para escapar dessa armadilha é se atentar para o que o enunciado está pedindo. Há casos em que as alternativas não têm necessariamente algum dado errado, mas não são adequadas como resposta para o enunciado. Faça uma leitura completa para saber se há algo errado em alguma alternativa também no sentido de interpretação.

3. Parônimos

Os parônimos são aqueles casos de palavras que possuem fonética e grafia semelhantes, mas significados diferentes. Podemos exemplificar com as palavras comprimento (de tamanho) e cumprimento (saudação). No momento em que estiver respondendo às questões de uma prova é importante observar o uso de parônimos para não se confundir. 

Dica: para evitar que palavras parecidas lhe conduzam para uma interpretação errada é importante ler o enunciado com muita atenção. Lembre-se de que a pressa é inimiga da perfeição e pode custar uma resposta correta. Ao se deparar com palavras semelhantes, sublinhe para ficar atento a elas.

4. Generalizações

O emprego de termos que levem a generalização como “todos”, “nunca”, “sempre”, entre outros, representam um grande risco para os candidatos de vestibulares e Enem. Essa armadilha pode seguir por dois caminhos, o primeiro é o de acreditar que o uso desses termos invalida as questões, nem sempre o uso de generalizações está errado. Outra possibilidade é deixar passar o termo e a questão estar realmente errada pela generalização. 

Dica: para evitar errar uma questão devido a generalizações, é essencial ler o enunciado com o máximo de atenção. Analise se a generalização é possível ou não. O termo excludente é condizente com a realidade ou há possíveis caminhos? Avalie bem esse tipo de alternativa antes de marcar a resposta correta. 

5. Questões com enunciados longos

O vestibular e, especialmente, o Enem têm como objetivo avaliar a atenção e a capacidade de interpretação dos estudantes. Exatamente por isso, uma das pegadinhas mais recorrentes é ter questões com enunciados e alternativas longos. Os textos extensos podem fazer com que alguns candidatos percam o foco na leitura e não consigam responder satisfatoriamente. 

Dica: tenha calma e leia as questões com tranquilidade, lembrando-se de sublinhar as palavras-chave relevantes que te ajudarão a encontrar as respostas. O enunciado e as alternativas devem ser lidos como textos convencionais, em que o objetivo é extrair os dados mais importantes, fazendo uma correta interpretação. 

6. Cálculos desnecessários

Por fim, uma pegadinha que pode dificultar o bom desempenho do candidato é a de fazer cálculos desnecessários. Nem sempre é necessário fazer um cálculo complexo para chegar à resposta certa. Em alguns casos, tudo que se precisa fazer é ler com atenção o enunciado para identificar uma dica ou, quem sabe, até a resposta. 

Dica: leia com atenção as questões para ter mais chances de pontuar. Estabeleça um tempo do total da prova para fazer a leitura e interpretação dos enunciados. Não ignore gráficos, imagens e textos auxiliares.

Com essas dicas você está pronto para driblar as pegadinhas do vestibular! Aproveite para navegar pelo blog do Hexag e conferir mais dicas!

Retornar ao blog