Os principais biomas brasileiros são

Os seis principais tipos de biomas brasileiros se caracterizam por diferenças entre si no tocante à vegetação e à fauna. O Brasil é um país que se destaca por ser detentor de uma ampla variedade de recursos naturais distribuídos em diferentes configurações naturais. Siga a leitura para saber mais.

Conheça os seis principais biomas brasileiros

Antes de falarmos especificamente a respeito dos biomas brasileiros, é interessante apresentar o conceito de bioma. Um bioma se caracteriza por ser um conjunto de fauna e flora. Nesse conjunto, há um agrupamento de tipos de vegetação próximos e que podem ser identificados em nível regional, apresentando condições geológicas e de clima similares.

No decorrer do tempo, foram submetidos aos mesmos processos de formação da paisagem que resultou em diversidade vegetal e animal própria. O Brasil possui seis tipos de biomas principais: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa, Caatinga e Pantanal. Eles têm relevância não apenas pelos seus recursos naturais, mas também porque ajudam a definir a identidade dessas regiões. 

Os biomas brasileiros também apresentam grande relevância em nível mundial. A Floresta Amazônica é tida como a maior diversidade de reserva biológica do mundo. Para se ter uma ideia, nessa floresta estão abrigadas pelo menos metade das espécies vivas da Terra. 

O Cerrado também é um bioma muito importante mundialmente, sendo considerado como a savana com maior biodiversidade do planeta. Na Mata Atlântica estão 70% dos recursos hídricos que abastecem a população do Brasil. Veja, a seguir, mais detalhes sobre os principais biomas brasileiros.

Bioma Amazônia

A Amazônia está presente em 49% do território nacional, nesse bioma está a maior floresta tropical do planeta. Essa floresta equivale a 1/3 das reservas de florestas tropicais úmidas do mundo. O bioma Amazônia abriga a maior diversidade de espécies de fauna e flora do planeta. 

Na Amazônia está nada menos do que 20% da disponibilidade de água do mundo e grandes reservas minerais. Nesse bioma, a interferência humana pode ser desastrosa, pois se mantém um equilíbrio delicado entre suas formas de vida. A Floresta Amazônica conta com 550 espécies vivas de répteis, 163 de anfíbios, 1.000 de aves, 311 de mamíferos, 3.000 de peixes e 13.229 de flora. 

Bioma Mata Atlântica

Consiste em um bioma que ocupa em torno de 13% do território do Brasil. Alguns fatores fazem dele um dos mais ameaçados do país, com destaque para o fato de estar situado em uma região litorânea e ser ocupado por mais da metade da população do país.

Resta apenas 27% da sua cobertura florestal original preservada. Na Mata Atlântica é possível encontrar 311 espécies vivas de répteis, 934 de aves, 350 de peixes, 370 de mamíferos, 456 de anfíbios e 18.713 de flora. 

Bioma Cerrado

Ocupando em torno de 24% do território brasileiro, o Cerrado se manifesta principalmente no Planalto Central Brasileiro. É conhecido como a savana com maior biodiversidade do mundo. Os Cerrados se mantiveram praticamente inalterados até os anos 1950. 

Quando a Capital Federal foi transferida do Rio de Janeiro para Brasília, na década de 1960, essa realidade passou a mudar. A cobertura vegetal natural do Cerrado passou a dar espaço para a agricultura e pecuária. Nele, são encontradas 187 espécies vivas de répteis, 850 de aves, 252 de mamíferos, 1.000 de peixes, 113 de anfíbios e 12.683 de flora. 

Bioma Caatinga

Esse bioma está presente em cerca de 10% do território brasileiro. Possui boa variedade de paisagens, espécies e riqueza biológica, mesmo estando em uma área de clima semiárido. Seus tipos de vegetação são muito alterados em decorrência da troca de espécies vegetais nativas pela agricultura e pastagens.

No preparo da terra para atividades agropecuárias é comum que sejam realizadas queimadas. Essa é uma prática que destrói a cobertura vegetal, além de prejudicar a manutenção de espécies silvestres. A qualidade da água, assim como o equilíbrio do clima e do solo, sofrem com a ação humana. 

Em torno de 36% da área original desse bioma já foi alterada pela ação humana. Na Caatinga há 107 espécies vivas de répteis, 510 de aves, 148 de mamíferos, 240 de peixes, 49 de anfíbios e 5.311 de flora. 

Bioma Pampa

O Pampa é um bioma que ocupa em torno de 2% do território brasileiro. Se caracteriza por ter um clima chuvoso sem a ocorrência de período seco e com temperaturas abaixo de 0°C no inverno. A vegetação do Pampa é bastante influenciada pelas condições locais. 

A atividade humana na área do Pampa proporcionou a uniformização da cobertura vegetal, de maneira que ela passou a ser usada como pastagem natural ou então para atividades agrícolas, em especial o cultivo de arroz. No Pampa há 97 espécies vivas de répteis, 120 de aves, 74 de mamíferos, 18 de peixes, 50 de anfíbios e 1.623 de flora. 

Bioma Pantanal

O Pantanal é um bioma que cobra em torno de 2% do território brasileiro. Contudo, é considerado como a maior planície de inundação contínua do mundo. Essa é a principal característica de diferenciação do Pantanal para os demais biomas. Neles há representantes de quase toda a fauna do país.

Apesar de a criação de gado interferir nesse bioma, ele ainda é o mais preservado do país. As atividades voltadas ao turismo são importantes para essa preservação. No Pantanal há 85 espécies vivas de répteis, 436 de aves, 132 de mamíferos, 263 de peixes, 35 de anfíbios e 1.197 de flora. 

Gostou de conhecer os principais biomas brasileiros? Navegue pelo blog do Hexag e confira mais conteúdos de biologia e outras disciplinas!

Retornar ao blog