O que são os manguezais?

Uma boa definição para quem quer saber o que são manguezais é que se trata de um ponto de transição entre um ambiente terrestre e um ambiente marinho. Podendo ser definido como um ecossistema costeiro, trata-se de uma zona úmida encontrada especialmente nas costas dos oceanos Pacífico e Atlântico.

Esse tipo de ecossistema é mais comum em regiões tropicais e subtropicais. Continue lendo para entender mais sobre os manguezais e suas características.

Entenda melhor o que são manguezais

Antes de definir manguezais, é essencial esclarecer que esse conceito não deve ser confundido com o de mangue, embora estejam relacionados. O mangue nada mais é do que um tipo de vegetação que se desenvolve em áreas de manguezais.

Por ser um ambiente encontrado em regiões distintas, apresenta diferentes tipos de vegetação. Os três fatores de maior influência da vegetação de manguezais são: salinidade, teor de matéria orgânica e pH.

Como mencionamos no início deste artigo, os manguezais são regiões de transição entre ambientes terrestres e marinhos. Para se ter uma ideia, 15% de todos os manguezais do planeta estão localizados no Brasil. Os maiores deles ficam na região entre a desembocadura do rio Oiapoque e o Golfão Maranhense, dando origem a uma barreira entre a terra firme, os campos alagados e o mar.

Ecossistema biologicamente diversificado

Manguezais representam a base de um ecossistema biologicamente diversificado, produtivo e rico. Exatamente por suas características tão peculiares, são o lar de espécies também particulares, porém, muitas delas se encontram em ameaça de extinção. Os manguezais não chegam a representar nem 1% das florestas tropicais do planeta, motivo pelo qual precisam ser preservados.

O ambiente do manguezal é fundamental para muitas espécies aquáticas, sendo que muitas delas procuram este local para a reprodução. Além disso, é essencial mencionar a relevância dos manguezais na geração de renda e fornecimento de alimentos para as comunidades costeiras.

As atividades de aquicultura representam um grande impulso para a economia dessas regiões. No mundo todo, há cerca de 70 espécies de árvores de mangue devidamente identificadas, um tipo de vegetação de grande importância para os ambientes marinho e litorâneo.

Condições diferenciadas para a vegetação

Nos manguezais, a vegetação se desenvolve a partir de condições diferenciadas proporcionadas pelo ambiente. As árvores são halófitas, o que significa que elas se desenvolvem a partir de um ambiente salgado. Nos manguezais, o solo é bastante rico em matéria orgânica, tornando a vegetação adaptada e bem desenvolvida, ainda que em condições tão peculiares.

O funcionamento do ecossistema de manguezais

Nesse ecossistema, a base da complexa cadeia alimentar é a árvore, quando suas folhas caem nas águas, tornam-se o lar de colônias de fungos marinhos e bactérias que, por sua vez, transformam compostos de carbono, que são difíceis de serem digeridos, em detrito rico em nitrogênio.

Desse processo, surgem pedaços cobertos por micro-organismos que se convertem em alimento para animais de menor porte, como camarões, minhocas, mexilhões, ostras e mariscos. Os seres que se alimentam dos detritos são a base alimentar de outras espécies maiores, como caranguejos, pássaros, peixes e, inclusive, o ser humano.

Benefícios dos manguezais

Entre os principais benefícios oferecidos pelos manguezais podemos citar:

Cadeia alimentar

Anteriormente apresentamos a complexa cadeia alimentar dos manguezais, a existência desses ambientes é fundamental para a manutenção de todo um ecossistema marinho.

Berçário de espécies

Os manguezais servem de berçário para uma grande diversidade de espécies que usam esse ambiente para se reproduzir.

Filtragem

As áreas de manguezais têm uma ação essencial de filtragem e assimilação de poluentes advindos do escoamento das terras mais elevadas.

Estabilização

Os manguezais ainda contribuem realizando a estabilização dos sedimentos de fundo.

Qualidade da água

Uma das ações mais importantes dos manguezais é contribuir para a melhoria da qualidade da água.

A ação humana e a destruição dos manguezais

Como já citamos, muitas espécies dependem exclusivamente do ambiente de manguezal e, por isso, estão sob grave ameaça de extinção. A destruição desse habitat pode contribuir para o desaparecimento de espécies de fauna e flora. Alguns fatores relacionados com o ser humano têm contribuído para o processo de redução das áreas de manguezais.

A poluição que chega às águas costeiras, assim como o desmatamento, estão acelerando a redução de áreas de manguezais. O aumento de fazendas de camarão também corrobora para o cenário desolador em que os manguezais se encontram.

Regiões de manguezais afetadas pelo desmatamento costumam apresentar maior erosão do solo, podendo contribuir para diversos tipos de desastres naturais, como tsunamis, terremotos, furacões e tempestades com grande poder de devastação.

Manguezais representam uma proteção natural contra tempestades tropicais e ainda funcionam como uma barreira que impede a inundação de campos agrícolas pela água do mar. A salinidade elevada pode estragar as plantações agrícolas.

O papel dos manguezais contra o aquecimento global

Além de tudo o que foi falado até aqui, manguezais contribuem para conter o processo de aquecimento global, uma vez que ajudam a evitar a entrada de CO2 na atmosfera do planeta. A preservação dos manguezais e o incentivo para que essas regiões prosperem e cresçam ajuda a diminuir os impactos das mudanças climáticas.

Preservar os manguezais é fundamental para manter o equilíbrio das regiões em que estão localizados.

Retornar ao blog