O que é testosterona?

Saber o que é testosterona é importante para compreender questões importantes de biologia, como a formação dos órgãos genitais masculinos, a produção de espermatozoides e a origem de algumas características masculinas secundárias, como aumento de massa muscular e pelos.

Lembrando que, embora seja um hormônio masculino, a testosterona está presente em mulheres também. Siga a leitura para entender melhor a respeito.

O que é testosterona?

A testosterona é um hormônio masculino, no entanto, também é encontrado nas mulheres, mas em menor quantidade. Para se ter uma ideia da diferença, o nível de testosterona em homens é até dez vezes maior do que em mulheres.

Esse é o principal hormônio sexual masculino, está relacionado às principais características do gênero, como o desenvolvimento dos órgãos sexuais e a produção de espermatozoides. Além disso, contribui para o surgimento de características masculinas secundárias como pelos, aumento da massa muscular e engrossamento da voz.

Onde a testosterona é produzida?

Trata-se de um hormônio produzido em diferentes partes do corpo. Nos homens, a testosterona é produzida principalmente nas células Leydig (que se encontram dentro dos testículos) e também nas suprarrenais. A produção de testosterona nas mulheres é mais comum nos ovários.

É importante mencionar que, tanto em homens quanto em mulheres, a testosterona é produzida em quantidades menores por outras partes do corpo, como as glândulas adrenais. A produção desse hormônio é baixa no período que iniciar após o nascimento e vai até o início da puberdade.

Nessa fase da vida, o hipotálamo libera o fator liberador da gonadotropina, que contribui para o estímulo de produção de hormônio luteinizante que, por sua vez, contribui para estimular as células Leydig a produzir testosterona.

Quais são as funções da testosterona?

A seguir listamos algumas das principais funções da testosterona:

  • Desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos;
  • Engrossamento da voz;
  • Surgimento de pelos no corpo;
  • Aumento da massa muscular (ocorre por conta do aumento das fibras musculares);
  • Produção de espermatozoides;
  • Hematopoiese (processo de formação de células sanguíneas);
  • Auxílio na regulação de lipídios;
  • Formação óssea.

Essas são algumas das funções da testosterona no corpo humano.

Funções da testosterona em mulheres

Nas mulheres, a testosterona tem algumas funções bem específicas, como ajudar no processo de reprodução. No meio do ciclo menstrual (fase da ovulação), a testosterona eleva a libido, fazendo com que a mulher tenha maior desejo sexual. O hormônio auxilia, ainda, no processo de emagrecimento e de aumento da massa muscular.

É importante mencionar que, ainda que a quantidade de testosterona presente no corpo da mulher seja pequena, está completamente adequada para as necessidades naturais, não sendo indicado inserir mais do hormônio no organismo (mais adiante vamos explicar melhor a questão dos anabolizantes).

Aumento de testosterona em mulheres

Como mencionado, as mulheres possuem uma quantidade bem menor de testosterona no corpo do que os homens. O aumento desse hormônio se relaciona com o surgimento de variações do ciclo menstrual, aparecimento de pelos em locais tipicamente masculinos, acne, engrossamento da voz, aumento do clitóris e desenvolvimento de músculos.

Anabolizantes

Citamos ao longo do texto que a testosterona tem um papel importante para o desenvolvimento dos músculos e exatamente por esse motivo, alguns atletas – tanto do sexo masculino quanto feminino – utilizam indevidamente drogas sintéticas que visam imitar a ação desse hormônio, os chamados anabolizantes.

O uso de anabolizantes é bastante prejudicial para o corpo, uma vez que a ação desejada de desenvolvimento de massa muscular vem acompanhada de potenciais danos ao fígado, engrossamento da voz, surgimento de mais pelos e aumento da oleosidade na pele. Os homens ainda podem sofrer de azoospermia (sêmen sem a presença de espermatozoides), além de atrofia muscular. Nas mulheres, os anabolizantes podem causar alterações no ciclo menstrual e aumento do clitóris.

Redução dos níveis de testosterona em homens

Com o passar do tempo, é natural que os níveis de testosterona em homens diminuam, levando a uma redução da massa muscular, maior concentração de gordura no corpo, queda do apetite sexual e menor densidade óssea. Esses fatores, em conjunto, contribuem para uma queda na qualidade de vida deles. Essa redução tem início após os 50 anos de idade.

Se a redução dos níveis de testosterona for detectada através de exames, pode abrir a possibilidade de tratamento por meio de reposição hormonal, cabe ao médico avaliar se esse é o caso. Níveis baixos de testosterona podem causar insônia, osteoporose, entre outros sintomas bastante incômodos.

O quadro de redução de testosterona é chamado popularmente de andropausa (como uma versão masculina da menopausa), no entanto, a forma correta de definir essa fase é: insuficiência androgênica parcial do homem idoso. O tratamento de reposição hormonal contribui para o aumento da massa muscular, do apetite sexual, da densidade óssea e até uma melhora no humor.

Agora você já sabe o que é testosterona e sua função no corpo dos homens e das mulheres. Para mais conteúdos de biologia e dicas para Enem e vestibulares, fique ligado no Blog do Hexag!

Retornar ao blog