O que é método dedutivo?

Recebe o nome de método dedutivo a estrutura de pensamento lógico em que são feitos testes de validação de informações pré-existentes. Continue lendo para entender melhor esse método que é utilizado com frequência em áreas do conhecimento como Física, Química e Matemática

Afinal, o que é método dedutivo?

Esse método tem como base o uso de informações pré-existentes para a validação de uma estrutura de pensamento lógico. Pode ser chamado também de raciocínio dedutivo, método hipotético-dedutivo ou dedução. Nas áreas da Física e da Matemática, é bastante utilizado por se valer da aplicação prática de premissas ou conceitos em situações específicas. 

Esse é um método que também pode ser aplicado a processos de investigação. Contudo, devemos ressaltar que ele não costuma levar à conclusão de novos resultados, uma vez que a premissa aplicada já foi testada e devidamente comprovada previamente. Em outras palavras, o método dedutivo somente pode ser aplicado em contextos em que é possível confirmar a sua validade. 

Como funciona o método dedutivo?

O verbo “deduzir” consiste na ação de concluir algo por meio do raciocínio. Essa palavra também pode significar reduzir o valor, intensidade ou altura de algo. Um exemplo da aplicação dessa palavra nesse sentido é quando alguém diz que irá deduzir um gasto do imposto de renda. 

As definições da palavra “deduzir” nos ajudam a compreender o processo pelo qual é aplicado o raciocínio lógico. Um indivíduo que deseja fazer uma dedução deve começar o processo partindo de uma premissa maior, ou seja, mais generalista. A partir dessa premissa se constrói hipóteses levando em consideração o contexto em que o axioma está envolvido. Essas suposições recebem o nome de teorema.

A conclusão é construída partindo da redução do alcance da premissa geral. Você poderá entender melhor com um exemplo prático que apresentaremos abaixo: 

Axioma: “Todo ser humano é mortal.”.

Teorema: “Aristóteles é um ser humano.”.

Conclusão: “Aristóteles é mortal.”. 

A influência de Aristóteles no método dedutivo

A constituição do conceito de método dedutivo teve bastante influência do filósofo grego Aristóteles. Ele foi responsável por desenvolver um sistema de pensamento conhecido como lógica aristotélica, em que se utiliza o silogismo para tirar conclusões. Sendo assim, a dedução se baseia na razão. 

Limites do método dedutivo

Um argumento, no método dedutivo somente é válido se todas as proposições forem válidas. Isso significa que se somente uma das proposições for inválida tornará a conclusão obtida falsa. Confira a seguir um exemplo prático para entender melhor como funciona. 

Axioma: “Todo organismo que possui asas pode voar.”.

Teorema: “Os pinguins possuem asas.”.

Conclusão: “Pinguins não podem voar.”.

A conclusão falsa desse exemplo se deve ao fato de que há um axioma falso. A partir da aplicação desse método, se tornou possível identificar uma premissa falsa, já que ela não foi confirmada dentro do contexto em que foi empregada. 

Como o método dedutivo é utilizado em pesquisas?

O método dedutivo é utilizado em alguns tipos de investigações de viés científico. Para uso científico são levantadas hipóteses que precisam ser testadas no decorrer do processo de experimentação ou no decorrer de novas observações. Ressaltamos, porém, que no meio científico não basta usar apenas o raciocínio lógico para estabelecer conclusões.

O pesquisador deve empregar o método científico para que a sua produção leve à geração de conhecimentos importantes. É possível usar o método dedutivo para chegar a respostas que não poderiam ser obtidas por meio de experimentos práticos, seja por inviabilidades técnicas ou econômicas de realização. 

Aliás, é por esse motivo que o método dedutivo é bastante empregado em áreas como física, matemática e química. Um exemplo dos principais exemplos de aplicação desse método é no caso da Lei da Gravitação Universal

Método dedutivo x método indutivo: qual é a diferença?

A validade de uma informação pode ser verificada através do método dedutivo ou por meio do método indutivo. A grande diferença entre os dois está no fato de que no método indutivo se parte de uma premissa menor para uma premissa maior. O foco desse método é a construção de premissas genéricas. Contudo, nem sempre o método indutivo leva à construção de conclusões verídicas. 

De acordo com o tipo de investigação ou objeto da pesquisa, é necessário usar um ou outro método para realizar a análise. No entanto, a escolha do método indutivo acarreta em incerteza a respeito da garantia de validade da informação encontrada. É impossível realizar testes com todas as situações nas quais a aplicação apresentará o resultado concluído. 

Há, ainda, outro ponto de diferenciação entre ambos os métodos, no método dedutivo a conclusão está implícita nas premissas. Em contrapartida, no método indutivo a conclusão vai além do que está nos enunciados. Exatamente por isso, o método indutivo é tão utilizado nas ciências. 

Gostou de conhecer melhor o método dedutivo? Para conferir mais conteúdos como este, navegue pelo blog do Hexag!

Retornar ao blog