O que é a interjeição?

O emissor usa a interjeição como uma forma de expressar susto, surpresa, felicidade, entre outros sentimentos. As interjeições também podem ser usadas para chamar a atenção do interlocutor. A seguir você poderá saber mais sobre esse recurso linguístico e como utilizar corretamente.

Afinal, o que é interjeição?

As interjeições se constituem em unidades independentes (autônomas) de outras partes do discurso. Sua função é exprimir a emoção do emissor do enunciado. Em alguns casos, as interjeições são utilizadas para chamar a atenção ou demandar alguma reação do interlocutor.

Interjeição nada mais é do que a palavra ou expressão invariável que indica as emoções do emissor ou autor do texto. As interjeições se caracterizam por serem geralmente exclamativas, no entanto, também podem ser interrogativas ao mesmo tempo em que são exclamativas. Tudo depende da emoção que se deseja expressar.

É interessante observar que uma interjeição pode apresentar sentidos variados. Logo, uma mesma interjeição pode ser usada em diferentes sentidos, confira os exemplos abaixo para que fique mais claro:

Frase 1: “Ah! Não conseguimos concluir a tarefa.”

Frase 2: “Ah! Que pintura divina.”

Frase 3: “Oba! Hoje vou nadar na piscina.”

Frase 4: “Vamos viajar hoje. Viva!

Tanto na frase 1 quanto na 2, foi usada a interjeição “Ah!”, no entanto, nas duas orações possui sentidos diferentes. Na primeira frase, o sentido é de desapontamento, enquanto na segunda frase é de admiração.

Basicamente, foi utilizada uma mesma interjeição para sentidos diferentes. Já nos exemplos 3 e 4, temos as interjeições “oba” e “viva!”, respectivamente, nos dois casos essas interjeições significam o sentimento de alegria.

Uso da interjeição

O uso da interjeição, seja na língua oral ou escrita, se relaciona com o contexto. Na oralidade é a forma como o emissor fala que indicará que se trata de algo bom ou ruim. No caso da escrita, é o contexto em que a interjeição foi inserida que evidenciará o sentido.

Interjeições também são consideradas como recursos da linguagem emocional, sendo usadas com mais frequência em gêneros textuais como poesia, músicas e história em quadrinhos.

Categorias de interjeições

Confira, a seguir, como as interjeições podem ser categorizadas para facilitar o seu estudo.

1 – Interjeição exclamativa

Caracteriza-se por ser uma palavra ou expressão que está sempre acompanhada do ponto de exclamação (!). Veja alguns exemplos:

Credo! Está muito quente nessa sala.”

Perdão! Vou cancelar o pedido.”

Silêncio! Quero ouvir os atores da peça.”

Chega! Vou pedir minha demissão.”

2 – Interjeição interrogativa

Caracteriza-se por ser uma palavra ou expressão que está acompanhada pelo ponto de interrogação e possui aparente tom de questionamento.

Oi? Você realmente acha que também vai?”

“Carla, você gostou do meu vestido? Hein?

Quê? Luiza precisa reivindicar essa multa de trânsito.”

Hã? Não acredito que você ainda está de pijama.”

3 – Interjeição onomatopaica

São palavras ou expressões que simulam sons diversos, confira os exemplos abaixo.

“É hoje que tomaremos um excelente chimarrão. Tchê!

Ué! Achei que você sabia de tudo!”

Eta! Por esse eu não esperava!”

Classificação da interjeição

Antes de qualquer coisa, é importante dizer que interjeições não têm uma classificação estática, uma vez que o contexto é fundamental para compreender o sentido. No entanto, ainda assim a gramática da língua portuguesa determina uma classificação das interjeições em: sons vocálicos, palavras usuais da língua portuguesa, palavras que simulam sons (onomatopaica) e locução adjetiva.

Sons vocálicos – Oh! Ah! Ui!

Palavras usuais da língua portuguesa – Poxa! Bravo! Olá!

Palavras que simulam sons (onomatopaica) – Pá! Pum! Clic!

Locução adjetiva – Cruz credo! Ora bolas! Ai de mim!

Sentimentos e emoções expressados pelas interjeições

A seguir apresentaremos os principais sentimentos e emoções que são expressados pelas interjeições.

Animação

Coragem! Você irá superar seu medo de altura e subirá no mirante.”

Avante! Temos muitas chances de ganhar a competição.”

Advertência

Olha! Não vou mais admitir atrasos nas entregas.”

“As ondas do mar estão vindo cada vez mais altas. Cuidado!

Saudação

Olá! Como você está?”

Oi! Preciso falar com você.”

Afugentamento

Fora! Eu não quero te ver nunca mais.”

“Saia já, mosquito! Xô!

Impaciência

Arre! Não aguento mais esperar o resultado do exame.”

“Estou toda molhada da tempestade. Raios!

Concordância

Claro! Posso te ajudar com o maior prazer.”

Ótimo! Luiza e Carla fazem uma ótima dupla.”

Aversão

Droga! Com essa nota não conseguirei a vaga.”

“Dormi demais e perdi o ônibus, vou chegar atrasado no primeiro dia de trabalho. Porcaria!

Desejo

“Desejo que você consiga o emprego. Tomara!

Oxalá! Você realize seu sonho de ser cantora.”

Locução interjetiva (linguagem emocional)

Recebe o nome de locução interjetiva quando duas ou mais palavras são utilizadas para expressar emoções variadas. Tem o mesmo valor linguístico das interjeições e, assim como as interjeições, têm grande relevância na linguagem emocional. Confira alguns exemplos a seguir:

Macacos me mordam! Não acredito no que estou vendo!”

“Sonho em conhecer a Europa. Quem me dera!”.

Cruz credo! A noite está muito fria.”

“O médico está bem atrasado. Santo Deus!

Puxa vida! As questões da prova estavam muito difíceis.”

Agora você já sabe o que é interjeição e como são usadas. Navegue pelo blog do Hexag para conferir mais conteúdos de língua portuguesa!

Retornar ao blog