Mudanças no ENEM 2020 – O que precisamos saber

O ano de 2020 já começou com mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio com a chegada do Enem Digital. Foi definido que, desta vez, será possível realizar a prova pelo computador, um formato que não existia antes. Outras mudanças foram surgindo ao longo dos meses com pandemia do novo coronavírus. Foi necessário adiar a prova e um novo edital foi publicado em 28 de julho. 

Diante de tudo isso, como ficou o Enem deste ano? Quais alterações são essenciais para o vestibulando se atentar? 

Fique tranquilo! Neste artigo, resumimos tudo o que você precisa saber para ficar por dentro das principais informações sobre um dos exames mais importantes para os vestibulandos. Confira!

Mudança de data: janeiro de 2021

A principal alteração do Enem 2020 é a data em que a prova será aplicada. Geralmente, ela é realizada no mês de novembro. No entanto, com a situação de pandemia que nos encontramos hoje, foi considerado necessário postergar a data para evitar aglomerações em um momento em que a doença ainda não está controlada. 

Confira abaixo as novas datas do Enem.

Prova impressa: nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. 

Prova digital: nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021. 

Divulgação dos resultados: a partir de 29 de março de 2021.  

Os portões irão abrir às 12h e fechar às 13h. A prova começa às 13h30 e, no primeiro dia, encerra às 19h; no segundo dia encerra às 18h30.

Enem Digital

Outra mudança muito importante em 2020 foi o Enem Digital. Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai aplicar uma versão digital da prova. Um total de 100 mil alunos terão a oportunidade de participar dessa nova versão e realizar o exame pelo computador. 

Podem participar do Enem Digital somente alunos que estão cursando ou que já cursaram o terceiro ano do Ensino Médio e que não precisam de atendimento especial. Para se inscrever, o estudante seleciona se prefere a prova impressa ou digital, conforme disponibilidade de vagas para o estado e o município selecionados. 

Apesar de digital, o exame não pode ser feito em computador particular. Ele será aplicado somente em locais autorizados pelo Inep. A estrutura será a mesma do modelo impresso: quatro provas com 45 questões de múltipla escolha e uma redação em Língua Portuguesa, sendo que a redação deverá ser realizada em formato impresso.

Foto na inscrição

Agora, os estudantes precisam, obrigatoriamente, anexar uma foto digital no momento da inscrição. Ela precisa ser atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco, que enquadre desde a cabeça até os

ombros e de rosto inteiro. Na foto, o aluno deve estar sem óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares).

Segundo o edital, o Inep poderá utilizar a foto anexada no sistema de inscrição para procedimento de identificação nos dias de realização do Exame.

Uso obrigatório de máscara de proteção

Com o COVID-19, outra coisa que mudou no Enem 2020 é a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção, desde o momento em que o estudante chega até ir embora.

Segundo o edital, é necessário “comparecer ao local de provas utilizando máscara para proteção à Covid-19. A máscara deve cobrir totalmente o nariz e a boca do participante, desde a sua entrada até sua saída do local de provas. Será permitido que o participante leve máscara reserva para troca durante a aplicação.”

Outras novidades

Além das mudanças já citadas, há outras descritas no site do Inep. Veja só!

– Atendimentos específicos agora fazem parte do atendimento especializado.

– Participantes cegos ou surdocegos poderão usar leitor de tela, desde que solicitem durante a inscrição.

– Participantes lactantes que levarem o lactente e o acompanhante para a aplicação terão 60 minutos adicionais para fazer as provas, desde que solicitem atendimento especializado durante a inscrição.

– Participantes autistas e surdocegos terão banca especial para correção de suas provas.

– Redações escritas em braile serão corrigidas no Sistema Braile.

– Participantes com doenças infectocontagiosas deverão entrar em contato com o Inep para comprovar a condição. Eles não poderão comparecer ao local de provas, mas terão a oportunidade de participar da reaplicação.

– Participantes deverão marcar a cor do seu Caderno de Questões no Cartão-Resposta.

E ATENÇÃO! 

– Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista e Certificado de Dispensa de Incorporação não serão aceitos como documento de identificação.

Importante: leia o edital

Todas as informações que constam neste artigo são importantes, mas nada substitui a leitura do edital. Nele você encontra tudo o que precisa saber para realizar a prova: datas, horários, regras, diretrizes, o que deve levar e o que pode eliminar você.

Agora você já sabe quais foram as principais mudanças no Enem 2020. Se quiser mais dicas e informações para mandar bem nas provas, acesse o Blog do Hexag Online e confira nossos artigos. 

Retornar ao blog