Importância da coesão e coerência textual

Quando falamos com outras pessoas, utilizamos mecanismos que contribuem para tornar nossa mensagem mais clara, o mesmo deve ser feito ao escrever um texto. Recursos como coesão e coerência textual permitem que o leitor compreenda quais são os argumentos oferecidos pelo redator, assim como relacione as ideias apresentadas, estabelecendo um sentido.

Esses dois recursos textuais são avaliados como competências no Enem por serem considerados fundamentais para uma comunicação eficaz. Continue lendo para entender os conceitos de coesão e coerência, as diferenças entre eles, sua importância e como aplicar em seus textos.

O que é coesão textual?

A coesão textual se baseia na disposição e no uso corretos dos conectivos (palavras que fazem a ligação entre frases, parágrafos e períodos de um texto). Em linhas gerais, trata-se da forma com que se estabelecem ligações entre os elementos discursivos, semânticos e gramaticais de um texto.

O que é coerência textual?

Já a coerência refere-se à lógica do texto que é obtida pelo uso linguagem e sequências bem escolhidas. Para elaborar um texto coerente, o redator deve ter conhecimentos a respeito dos argumentos que está apresentando e saber como entrelaçá-los, permitindo que o leitor chegue a uma conclusão a partir da leitura.

Entre os principais problemas de coerência que um texto pode apresentar estão redundância e contradição. Quando uma redação não conclui a ideia central que está trabalhando, não cumpre sua função, confundir mais do que explicar é o que torna um texto ineficiente e incoerente.

Quais são as diferenças entre coesão e coerência?

Os dois conceitos são fundamentais para elaborar um bom texto, no entanto, eles se ocupam de questões distintas em relação à produção textual de qualidade. A coesão tem como foco o uso correto dos conectivos, criando uma relação harmônica entre frases e parágrafos. Por sua vez, a coerência se relaciona mais intimamente com o sentido e interpretação do que está sendo transmitido pelo texto, que deve estar organizado em começo, meio e fim.

Logo, um texto coeso é o que tem organização e os elementos de conectam com qualidade. Já o considerado coerente é aquele que usa linguagem adequada ao contexto, não apresenta redundâncias, não se contradiz e tem uma sequência lógica de fatos. Em resumo, a coesão tem como foco o encadeamento, enquanto a coerência enfoca no sentido.

Coesão e coerência textual: dois pilares para construção de um bom texto

A coesão e coerência textual são dois elementos que caminham juntos para a construção de um bom texto, seja ele uma redação ou ainda uma resposta dissertativa. O texto precisa ser organizado, ter seus elementos conectados e transmitir ideias claras.

A função desses dois pilares é produzir um texto que se comunique com o leitor, deixando claro qual é o seu posicionamento e os argumentos trabalhados no desenvolvimento.

Para saber se um texto é coeso e coerente, basta que você analise se ele conduz seu leitor de maneira que seja possível compreender as ideias apresentadas com facilidade. Lembre-se de que a sua redação de vestibular/Enem tem como função principal expressar sua posição de maneira que faça sentido.

Qual a importância da coesão e coerência textual?

O principal objetivo de um texto, desde uma redação de vestibular até um bilhete deixado para um familiar, é transmitir uma mensagem clara, informar algo para um terceiro. Quando não é coeso, trata-se apenas de um conjunto de palavras que não apresentam ligação entre si e não transmitem nenhuma mensagem. Se não há coerência, o texto pode confundir muito mais do que informar.

Sem esses elementos o texto não cumpre a sua função, seja ela passar uma mensagem, convencer o leitor a respeito do seu ponto de vista, entre outros. Fica evidente, então, a relevância de escrever textos coesos e coerentes.

Coesão: como aplicar em seus textos

A coesão é obtida através de uma ligação harmoniosa entre as diferentes partes que formam um texto. Para estabelecer tal ligação, há algumas estratégias textuais que apresentaremos abaixo.

Coesão por referência

Trata-se de uma estratégia de uso de pronomes e expressões adverbiais com o objetivo de evitar a repetição de termos que já apareceram no texto.

Exemplo: Você viu meu irmão? Ele disse que viria hoje.

Coesão por sequência

Nesse caso, conectivos e expressões são empregados para criar uma sequência, podendo retomar algo que já foi dito. Essa sequência pode ser criada usando: embora, caso, com o fim de, isto posto.

Exemplo: Diante daquela situação, não foi fácil dizer adeus.

Coesão lexical

A coesão lexical é usada para continuar falando a respeito de um assunto sem precisar realizar uma repetição constante de palavras.

Exemplo: Ainda estou preparando a lasanha. Quando terminar de fazê-la, poderemos almoçar.

Coesão por elipse

Esse recurso opta por omitir elementos que já foram citados no texto, no entanto, eles devem ser facilmente identificados.

Exemplo: Juliana está no salão de beleza. Foi cortar o cabelo.

Coesão por substituição

A ideia é substituir palavras que já foram usadas por uma definição diferente do termo, não é necessário que exista uma correspondência completa ao primeiro termo.

Exemplo: Lucas pediu sorvete de morango, eu pedi um de chocolate.

Coerência: como aplicar em seus textos

Para que um texto seja coerente, é essencial que possua elementos que corroborem para o entendimento do leitor, que o conduzam utilizando uma linha de pensamento lógica.

Elementos essenciais para a coerência textual:

Escrita

Deve ser simples e objetiva, permitindo que o leitor compreenda as ideias que estão sendo apresentadas.

Estruturação

Um texto coerente é aquele que possui bem definidas a ideia principal e as ideias secundárias.

Linha de pensamento

Ao longo do texto, os argumentos devem ser apresentados de forma lógica com uma linha de pensamento de fácil compreensão.

Nada de contradições

Os argumentos e fatos apresentados ao longo do texto não podem ser contraditórios quando cruzados entre si.

Foco nas partes mais importantes

É importante direcionar o foco para a informação mais relevante para a transmissão da ideia do texto.

Conhecimento do assunto

Textos coerentes devem ter fatos verdadeiros e relevantes apresentados, a dica é ler a respeito dos principais temas da atualidade para ter repertório para escrever a sua redação.

Bons textos são aqueles que apresentam coesão e coerência. Agora que conhece os dois conceitos pode aplicá-los para escrever suas redações.

Retornar ao blog