Guia de estrutura de uma redação

A habilidade de escrita tem grande peso em vestibulares e no Enem e com esse guia de estrutura de uma redação você terá mais facilidade de organizar suas ideias e colocá-las no papel de forma coerente e clara. Mais do que ter um vasto vocabulário, é fundamental saber como apresentar seu ponto de vista de acordo com o tema e fazer a proposição de uma solução pertinente para a questão.

Neste artigo vamos apresentar por tópicos as três partes que formam uma boa redação: introdução, desenvolvimento e conclusão. Com essas dicas será mais fácil elaborar um bom texto e ajudar a aumentar a média da sua nota em processos seletivos. Vamos lá?

Guia de estrutura de uma redação: o que um bom texto precisa ter?

A redação é a parte das provas de vestibular que mais te preocupa? Saiba que entendendo a sua estrutura fica mais simples elaborar um texto coerente e digno de receber uma excelente avaliação. Continue lendo e conheça os tópicos mais relevantes a respeito de redação.

A redação deve ser um texto dissertativo-argumentativo

Antes de falarmos sobre as partes que compõem a redação, devemos explicar qual é o seu gênero textual. Basicamente, deve ser um texto dissertativo-argumentativo, o que significa que o candidato precisa escrever usando suas próprias palavras a respeito de um tema com viés crítico, emitindo o seu ponto de vista.

Ao longo do texto é crucial que sejam apresentados argumentos de autoridade que comprovem o ponto de vista defendido. A conclusão de um texto dissertativo-argumentativo demanda a retomada do ponto de vista com a explanação a respeito de uma proposta de intervenção com detalhes para reduzir os desafios citados no desenvolvimento.

Dica: é bastante comum que o tema da redação seja a respeito de questões políticas e sociais da atualidade. Portanto, mantenha-se bem informado.

O que se espera da redação do candidato?

O gênero dissertativo-argumentativo foi escolhido para redações de processos seletivos por permitir que o corretor avalie desde o uso da linguagem pelo candidato até a sua capacidade de argumentação e senso crítico.

Do candidato se espera um texto escrito de acordo com a norma culta, com apresentação do seu ponto de vista e argumentos que corroborem tal posicionamento. A redação deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão.

Introdução da redação

A introdução deverá ser apresentada no primeiro parágrafo da redação com a abordagem de uma tese. A tese nada mais é do que o ponto de vista do candidato a respeito do tema proposto. Sendo assim, no primeiro parágrafo é necessário discorrer sobre o tema, deixando claro qual é o seu posicionamento a respeito.

Uma redação que tenha como tema “o uso de tecnologia em sala de aula”, por exemplo, você deverá dizer se é a favor ou contra no primeiro parágrafo. Porém, não é o momento de apresentar argumentos, apenas dizer qual é o seu posicionamento.

Escreva de maneira clara e que desperte o interesse do leitor, lembre-se que essa parte é a que vai encadear o ritmo de leitura do restante. Para tornar sua explanação mais embasada, você pode usar citações ou contextos históricos.

Desenvolvimento da redação

O desenvolvimento da redação consiste na apresentação do seu ponto de vista para o leitor, recomenda-se destinar para essa parte ao menos dois parágrafos. Ao longo dessa parte do texto, você deverá desenvolver o tema e tese introduzidos no primeiro parágrafo.

Demonstre, ao longo desses parágrafos, que seu ponto de vista é coerente e, por meio de argumentos, tente convencer o leitor a aderir ao seu posicionamento. Saber argumentar é fundamental para elaborar uma boa redação. Os argumentos podem ser de diferentes tipos, como comparação de abordagens dadas por diferentes países para a questão, causas e efeitos, dados estatísticos, evolução do tema ao longo da história, entre outros.

Ao escrever uma redação, tenha cuidado para evitar cair na armadilha de apenas listar uma série de argumentos sem explanar de que maneira eles corroboram com seu ponto de vista. Selecione de maneira crítica quais irá trabalhar em sua redação e, se possível, dedique um parágrafo para cada um.

É possível, ainda, enriquecer a sua argumentação com seu repertório cultural, ou seja, citação de pensadores, filósofos, filmes, séries, músicas, entre outros.

Dica sobre escolha dos argumentos

Dê preferência para argumentos sobre os quais você tenha um bom conhecimento para demonstrar domínio da temática na redação e que tenham conexão. O segredo é entender que todos os parágrafos da redação formam um todo, embora pareça algo óbvio é um ponto complicado para muitos candidatos.

Fique atento à coerência e coesão do seu texto, ele deve fazer sentido e não ser uma aglomeração de frases escritas com palavras bonitas, mas que não dizem nada.

Conclusão da redação

Em provas como do Enem, espera-se que o candidato, além de concluir sua redação, apresente propostas de intervenção que resolvam os desafios mencionados no desenvolvimento. Será necessário apresentar tantas propostas quanto necessário para resolver todos os desafios supramencionados em seu texto.

Para ficar mais claro, vamos retomar o exemplo do tema sobre o uso de tecnologia em sala de aula. Vamos supor que você se posicionou a favor e apresentou duas dificuldades para a implantação desse sistema de ensino na rede pública, a falta de recursos e o desconhecimento do uso de computadores por crianças que não têm tais dispositivos em casa.

Na conclusão da sua redação, você deverá apresentar propostas de intervenção detalhadas para os dois desafios. Pode ser uma proposta para os dois problemas, mas é fundamental que tenha uma ideia para minimizar os desafios. Detalhar a proposta significa apresentar uma ação com um agente realizador, um meio e o efeito. Responda com sua proposta as seguintes questões:

  • Qual é a ação?
  • Quem realizará a ação?
  • Como essa ação será colocada em prática?
  • Quais são os objetivos dessa ação?

Responsáveis pelas ações

Uma das questões que mais preocupam os candidatos é determinar quem serão os agentes de realização das ações propostas. Algumas opções são o Governo, empresas privadas, escola, sociedade, família, Organizações Não Governamentais (ONGs), entre outras. Verifique qual se adéqua melhor ao tema e à solução que propôs no seu texto.

Seguindo este guia de estrutura de redação você estará mais preparado para escrever um bom texto!

Retornar ao blog