Genética do sistema ABO

Karl Landsteiner descreveu o sistema ABO, classificação dos grupos sanguíneos em tipos A, B, AB e O, em 1900. Inicialmente, havia apenas os grupos A, B e O. Somente alguns anos mais tarde, Alfred Von Decastello descreveu o fenótipo AB. Continue lendo para entender mais sobre a genética desse sistema.

Entenda a genética do sistema ABO

Os grupos sanguíneos que compõem o sistema ABO são determinados por três alelos distintos de um único gene: IA, IB e i. São eles que garantem a presença de quatro fenótipos no ser humano: sangues A, B, AB e O. Os quatro grupos se caracterizam por ter ou não ter aglutinogênios em suas hemácias e aglutininas no plasma sanguíneo.

O alelo IA garante a presença de aglutinogênio A no sangue. Por sua vez, o IB assegura a presença do aglutinogênio B. O alelo i não produz aglutinogênio. O sistema ABO é um bom exemplo de alelos múltiplos (polialelia) e de codominância. A polialelia se deve ao fato de ter três alelos distintos para um único gene (IA, IB e i). A codominância é decorrente da inexistência de dominância entre os alelos IA e IB.

É por isso que há pessoas IAIB com fenótipo AB, isso quer dizer que, no sangue desses indivíduos, há produção de dois tipos de aglutinogênio, A e B. Também é importante dizer que, embora haja codominância entre IA e IB, existe dominância em relação a i. Basicamente, significa que a IA e IB são dominantes em relação a i, mas não dominam um ao outro.

Genótipos dos tipos sanguíneos

Confira abaixo os tipos sanguíneos (fenótipo) e seus respectivos genótipos.

  • Fenótipo A – Genótipo IA IA ou IAi
  • Fenótipo B – Genótipo IB IB ou IBi
  • Fenótipo AB – Genótipo IAIB
  • Fenótipo O – Genótipo ii

Exemplo para compreender o sistema ABO

Para que fique mais claro como funciona o sistema ABO, confira o exemplo abaixo:

Leandro e Susana são casados e têm respectivamente sangue O e sangue AB. Qual é a probabilidade de que esse casal tenha um filho com sangue tipo AB?

Uma vez que Leandro possui sangue tipo O, tem genótipo ii. Susana tem sangue AB, ou seja, genótipo IAIB. A seguir você pode verificar o chamado quadro de Punnett (uma espécie de tabela em que são separados possíveis gametas para descobrir quais serão os genótipos dos descendentes):

  i i
IA IAi IAi
IB IBi IBi

 

A partir da observação do quadro, fica claro que Leandro e Susana não poderão ter um filho AB, apenas A (IAi) e B (IBi).

Sistema ABO: Aglutinogênios e Aglutininas

O sistema ABO possui quatro fenótipos (tipos de sangue) diferentes: A, B, AB e O. Como mencionamos anteriormente, esses tipos sanguíneos têm como característica a presença ou ausência de aglutinogênios ou aglutininas no plasma. Confira a seguir o que são aglutinogênios e aglutininas.

O que são aglutinogênios?

Consistem em substâncias encontradas na membrana plasmática de hemácias. Há dois tipos de aglutinogênio: A e B. Quem tem sangue tipo A possui aglutinogênio A e quem tem sangue tipo B possui aglutinogênio B. Indivíduos com sangue AB têm os dois aglutinogênios, ou seja, A e B. O tipo sanguíneo O não possui aglutinogênios em suas hemácias.

O que são aglutininas?

Consistem em anticorpos que são encontrados no plasma sanguíneo, cuja função é atuar contra determinados aglutinogênios. Também são dois os tipos de aglutinina: anti-A e anti-B. Pessoas com sangue tipo A têm aglutinina anti-B, enquanto que indivíduos com sangue B possuem aglutinina anti-A. O sangue AB se caracteriza por não ter aglutinina em seu plasma. Já o sangue O possui as aglutininas anti-A e anti-B.

Sistema ABO: doação de sangue

Levando em consideração apenas o sistema ABO, é possível chegar a algumas conclusões a respeito de transfusão sanguínea.

Quem possui sangue tipo O

Pode doar para qualquer pessoa, uma vez que seu sangue não tem aglutinogênios nas hemácias. Por isso que o sangue O é considerado como doador universal. Porém, só pode receber transfusão de pessoas com sangue tipo O também. Devemos nos lembrar de que o tipo O possui as aglutininas anti-A e anti-B.

Quem possui sangue tipo AB

Pessoas com sangue AB são chamadas de receptores universais por poderem receber sangue de qualquer tipo, já que não têm aglutininas em seu plasma. Porém, somente podem doar para indivíduos que tenham sangue AB por terem aglutinogênios A e B em suas hemácias.

Quem possui sangue tipo A

Pessoas com sangue A não podem doar para quem tem sangue B (essas pessoas têm aglutininas anti-A). No entanto, podem doar para indivíduos com sangues tipo A e AB. Indivíduos com sangue tipo A podem receber doação de quem tem sangue A ou sangue O.

Quem possui sangue tipo B

Indivíduos com sague B não podem doar para quem tem sangue tipo A (há aglutininas anti-B). Porém, podem doar para quem é do tipo B e tipo AB. Pessoas com sangue B podem receber transfusão de quem tem sangue B ou sangue O.

Agora você já conhece a genética do sistema ABO! Navegue pelo blog do Hexag para conferir mais conteúdos informativos e dicas para o vestibular e o Enem!

Retornar ao blog