Entenda mais sobre os Tigres Asiáticos

Segunda, 26 de Abril de 2021

Entenda mais sobre os Tigres Asiáticos

A nomenclatura Tigres Asiáticos é utilizada para se referir a quatro países da Ásia: Taiwan, Hong Kong, Cingapura e Coreia do Sul. O ponto em comum entre essas quatro nações, além de estarem localizadas todas na Ásia, é o crescimento acelerado que todas apresentaram a partir da década de 1970, adotando certa agressividade administrativa.

O desenvolvimento econômico e industrial desses territórios foi simplesmente impressionante. Continue lendo para saber mais sobre esse grupo de países.

Tigres Asiáticos: por que seu crescimento foi impressionante?

Para entender por que o crescimento econômico exponencial dos Tigres Asiáticos se tornou tão impressionante, é importante fazer uma contextualização. Até a década de 1960, os países localizados no sudeste da Ásia eram conhecidos por apresentar baixos índices sociais e ter uma economia bastante frágil.

Nesse período, esses países eram extremamente dependentes de matérias-primas e bens de consumo importados de outras nações. A situação começou a mudar quando os Estados Unidos passaram a oferecer investimentos para alguns governos em troca do apoio dos mesmos na Guerra Fria.

O conflito não bélico entre Estados Unidos e União Soviética foi marcado pelas tentativas de influência econômica de ambas as nações em outros países, tentando aumentar suas redes de apoio.

O capital vultoso recebido dos Estados Unidos foi empregado na industrialização desses países asiáticos que, nas décadas de 1980 e 1990, despontaram no sudeste asiático. Os Tigres Asiáticos passaram a contar com um dos mais elevados índices de crescimento do planeta.

Tigres Asiáticos: fatores que levaram ao desenvolvimento econômico

A partir dos anos 1970, Hong Kong, Coreia do Sul, Cingapura e Taiwan adotaram um estilo administrativo mais enérgico que levou a um crescimento econômico e industrial acelerado. Essa abordagem, com certa agressividade, rendeu o apelido de “tigres”, ficando o “asiáticos” por conta da localização.

Entenda, a seguir, quais foram os principais fatores que levaram os Tigres Asiáticos a um pleno desenvolvimento econômico.

Industrialização Orientada para a Exportação

O pleno desenvolvimento econômico dos Tigres Asiáticos foi resultado de uma série de fatores. Esses países implementaram um modelo industrial que se caracteriza como IOE (Industrialização Orientada para a Exportação).

Isso significa que o modelo econômico é voltado especialmente para a exportação. Logo, a produção é diversificada, observando as necessidades de mercado dos países desenvolvidos. O consumo interno, por sua vez, não é incentivado, uma vez que são aplicados impostos elevados aos produtos.

Política de incentivos para indústrias transnacionais

Os Tigres Asiáticos, exceto a Coreia do Sul, investiram em uma política de incentivos para a atração de indústrias transnacionais. Dentre as medidas de incentivo está a criação de Zonas de Processamento de Exportações (ZPE) com direito à isenção de impostos e doações de terrenos.

A Coreia do Sul adotou um modelo que tem por base a instalação de chaebols, redes de empresas que possuem laços familiares bastante fortes. Há quatro chaebols que detêm o controle da economia sul-coreana e apresentam forte atuação no mercado internacional: Samsung, Hyundai, Lucky Gold Star e Daewoo.

Foi somente a partir da década de 1970 que teve início a instalação de transnacionais na Coreia do Sul. Contudo, elas estão associadas a companhias do país.

Apoio do governo

O desenvolvimento econômico dos Tigres Asiáticos teve grande apoio dos seus governos através do desenvolvimento de projetos de infraestrutura, energia, comunicação e transporte. Houve também o financiamento de instalações industriais e investimentos significativos em educação e preparação de mão de obra qualificada.

Exército industrial de reserva

As margens exponenciais de lucros dos Tigres Asiáticos aconteciam em especial pelo exército industrial de reserva, isto é, grande disponibilidade de mão de obra no mercado. Trata-se de um processo que leva à desvalorização dos salários pagos pelas empresas que detêm os meios de produção. Além disso, o contexto era completado por leis trabalhistas frágeis e de atuação insignificante.

Incentivos tributários

As empresas originárias de capitais externos que se instalaram nos Tigres Asiáticos ainda contavam com baixos custos de instalação e incentivos tributários.

Novos Tigres Asiáticos

O desenvolvimento econômico destacado dos Tigres Asiáticos fez com que o modelo passasse a ser replicado por vizinhos do sudeste. Isso levou a um processo de industrialização do Vietnã, Indonésia, Tailândia, Malásia e Filipinas. Esses países são chamados de Novos Tigres Asiáticos.

Algo interessante a respeito dos novos Tigres Asiáticos é que eles contam, além do investimento dos quatro Tigres originais, com acordos comerciais com organizações europeias, norte-americanas e japonesas. Houve um aumento considerável de indústrias de pequeno porte, em especial em áreas como a calçadista, têxtil, de eletrônicos e de brinquedos.

A mão de obra oferecida por esses países é menos qualificada, mas bem mais barata, algo que os posicionou no cenário econômico global de maneira definitiva. Esses países podem atuar produzindo mercadorias sob encomenda, planejadas em outros países ou em outras configurações.

Os Tigres Asiáticos apresentaram um crescimento econômico e industrial acelerado a partir de um novo modelo de gestão. Para conferir mais conteúdos informativos, fique ligado no blog do Hexag!