Embaixo ou em baixo? – Descubra qual é a forma correta!

Você já ficou em dúvida se a forma correta é embaixo ou em baixo? Se sim, saiba que veio ao lugar certo, pois iremos explicar de maneira definitiva como essas expressões devem ser usadas.

Além de esclarecer essa que é uma grande dúvida do português, iremos fazer o “tira-teima” de outras expressões que costumam gerar confusão na hora de escrever. Vamos começar?

Afinal, é embaixo ou em baixo?

O primeiro ponto que precisamos esclarecer é que ambas as expressões, embaixo e em baixo, são corretas em diferentes contextos. Isso significa que são duas expressões distintas, que existem no idioma português e são usadas em situações diferentes.

Foneticamente, não há diferença entre as duas expressões, porém, cada uma tem um uso específico. Em resumo, para entender a diferença basta que você aprenda quando usar uma e a outra. 

Embaixo e em baixo: conheça as diferenças

Para que fique claro, é importante saber que embaixo é um advérbio de lugar que deve ser usado quando se deseja transmitir a ideia de inferioridade. Logo, embaixo significa abaixo ou debaixo, algo inferior.

Se você ainda ficou com dúvidas pode usar o seguinte truque, substitua a expressão por “em cima” para entender se faz sentido. Confira os exemplos abaixo. 

  1. “O cachorro entrou na sala e escondeu-se embaixo da mesa.” 

Substituindo por em cima ficaria assim:

“O cachorro entrou na sala e escondeu-se em cima…”

  1. “Os dois estão lá embaixo, no primeiro andar do prédio.”

Substituindo por em cima ficaria assim:

“Os dois estão lá em cima…”

  1. “Fez tanto frio que passamos o dia todo embaixo das cobertas.”

Substituindo por em cima ficaria assim:

“Fez tanto frio que passamos o dia todo em cima…”

Formação da palavra embaixo

A palavra embaixo é resultante do processo de composição por justaposição. Isso significa que se forma a partir da junção de dois vocábulos: em + baixo = embaixo. 

Mas, e quando se usa em baixo?

Mais uma vez reforçamos que a expressão “em baixo” existe na língua portuguesa. O seu uso deve ser feito quando a palavra “baixo” tem função de adjetivo, isto é, quando é usada para caracterizar algo. Confira os exemplos abaixo: 

“O garoto sempre fala em baixo tom de voz, não consigo ouvi-lo!”

“Em Atlanta, nos Estados Unidos, está localizada a maior escultura em baixo relevo do mundo.”

Português de Portugal

É importante ressaltar que no português de Portugal, a expressão “em baixo” também é utilizada quando a palavra “baixo” tem a função de advérbio. Confira os exemplos abaixo: 

“Devido à forte chuva, eles se esconderam embaixo da cobertura.” (português do Brasil)

“Devido à forte chuva, eles se esconderam em baixo da cobertura.” (português de Portugal).

Tira-teima: confira outras dúvidas recorrentes do português

A seguir iremos apresentar outras dúvidas bastante comuns no português e que podem ser esclarecidas com bastante facilidade. Vamos começar?

Encima ou em cima?

Assim como acontece com “embaixo” e “em baixo”, “encima” e “em cima” também são duas expressões corretas na língua portuguesa, mas que têm usos diferentes. “Em cima” é uma locução adverbial cujo significado é “na parte mais elevada”. Por sua vez, “encima” vem do verbo encimar, essa é a conjugação da terceira pessoa do singular do indicativo ou segunda pessoa do singular no modo imperativo. 

Com certeza ou concerteza?

Essa dúvida faz parte do dia a dia de alguns usuários da língua portuguesa, nesse caso, o esclarecimento é mais simples, pois “concerteza” não existe no idioma. A grafia correta da expressão é “com certeza”, separado. Essa é uma expressão adverbial usada como expressão entusiástica, ela é formada pela combinação da preposição “com” com o substantivo “certeza”. 

Enfim ou em fim?

Ambos os termos, enfim e em fim, são corretos, pois existem na língua portuguesa, mas novamente ressaltamos que apresentam usos diferentes. Quando escrito junto, “enfim”, é um advérbio de tempo. Já quando é escrito separado “em fim” é uma locução adverbial. 

“Enfim” junto deve ser usado quando há o desejo de indicar um momento de finalização. Uma forma de fazer o tira-teima é substituir o enfim na frase por “finalmente” e “por fim”. Se der certo então você já sabe que deve escolher a expressão escrita tudo junto. 

Vale dizer que esse advérbio teve o seu significado expandido, assumindo também a forma de conclusão de um pensamento. Dessa forma, também pode ser substituído por expressões como “em suma”, “por último”, “concluindo”, “resumindo”, “em síntese”.

Faça esse teste da substituição para tirar suas dúvidas. Confira exemplos:

“Até que enfim a pintura da casa terminou.”

“Enfim, tudo o que podemos fazer agora é esperar.”

“Enfim, concluímos que essa ação é fundamental.”

A expressão “em fim” escrita separada é uma locução adverbial de tempo resultante da combinação da preposição “em” e do substantivo “fim”. É utilizada para indicar o fim próximo de alguma coisa. No teste da substituição você pode usar “no término”, “no fim”, “no final”. Confira os exemplos abaixo:

“Fez bastante coisa errada, mas se arrependeu em fim de vida.”

“Todos querem beber um suco em fim de expediente.”

“As crianças já sabem que em fim de fábula tem uma moral.”

Viu, como é fácil acertar o uso das expressões? Só é preciso conhecer um pouco mais sobre elas!

Retornar ao blog