Como funciona o Sisu? – Sistema de seleção unificada

As universidades públicas são muito desejadas pelos vestibulandos por oferecem diversos atrativos, como a gratuidade e um ensino de ótima qualidade. Antigamente, cada instituição fazia a sua prova de vestibular. Agora, cada vez mais universidades públicas utilizam o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), um processo seletivo que usa a nota do Enem do último ano para selecionar os estudantes que desejam entrar na faculdade escolhida.

O Sisu tem muitos benefícios. Quer saber mais sobre ele? Neste artigo, vamos explicar o que é esse sistema, como fazer para participar e algumas dicas para ter sucesso no seu processo seletivo. Confira!

O que é o Sistema de Seleção Unificada

O Sisu é um sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Ele é exclusivo para estudantes que realizaram o Enem do último ano, que não tiraram zero na redação e que não tenha participado na condição de treineiro. Ou seja, só pode participar do Sisu 2021 quem tiver feito o Enem em 2020. Os candidatos com a melhor classificação são selecionados de acordo com suas notas no exame.

Como funciona o Sisu

O Sisu abre vagas todo semestre, geralmente em janeiro e em julho. A inscrição é gratuita e totalmente digital, deve ser feita pelo site oficial do Sisu. Ao acessar o site, o estudante deve se cadastrar e colocar o número de inscrição que usou na última edição do Enem para que eles tenham acesso à sua nota.

Em seguida, o candidato pode escolher até duas opções de curso que são disponibilizados pelas instituições públicas cadastradas, assim como a universidade de interesse, o turno e a modalidade de concorrência, ou seja, se usará cotas ou irá pela ampla concorrência.

Se necessário, é possível alterar as opções escolhidas enquanto as inscrições estiverem abertas, o que geralmente acontece por uns quatro dias. No final do período, o sistema irá verificar quais dos candidatos tiveram a maior pontuação para cada opção e distribuirá as vagas de acordo com o peso de cada prova e a quantidade disponível.

Critério para alguns cursos

Todas as universidades cadastradas no Sisu utilizam a nota do Enem como critério de seleção para os candidatos. No entanto, nem todas usam o mesmo critério. Em algumas instituições, uma disciplina pode ter mais peso na nota final do que outra. Por exemplo, um curso de física pode dar mais peso à nota de Ciências da Natureza.

Outro critério que pode ser utilizado é a média mínima e nota mínima. No caso de um curso de medicina, por exemplo, pode ser exigido uma média mínima igual ou maior que 560 pontos e nota mínima em Ciências da Natureza igual ou maior a 400 pontos.

O último critério é a nota de corte, ou seja, a menor nota para conseguir passar em um curso, com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos. 

Dicas para mandar bem no Sisu

A primeira dica para conseguir ser aprovado pelo Sisu é escolher aquele curso e universidade dos sonhos na primeira opção. Já na segunda, você pode selecionar algo que também quer muito, mas que seja mais fácil de entrar. 

O que é muito legal no Sisu é que essa nota de corte fica disponível para você usar como base em suas escolhas de curso ao longo dos quatro dias de inscrição. Se, por acaso, achar que uma nota de corte está muito alta comparada à sua, você pode trocar para um curso com mais chances de passar enquanto o sistema permitir. 

Por isso, a segunda dica é se inscrever logo que abrirem as inscrições; tenha como prioridade fazer o seu cadastro logo no primeiro dia. Diariamente, a partir do segundo dia, o Sisu vai calcular e divulgar a nota de corte para cada curso. Assim, você pode observar e, se necessário, trocar suas opções para algo que esteja mais acessível (de acordo com a sua nota).

Resultados do Sisu

Em geral, os resultados do Sisu levam uma semana para sair após o encerramento das inscrições. Quando finalmente é divulgado o resultado, o estudante costuma se encaixar em uma das três opções: 

– Passar nas duas faculdades. Neste caso, o sistema irá priorizar a primeira escolha. Por isso, coloque em primeiro lugar aquela que realmente é sua favorita.

– Passar em uma das opções. 

– Não passar em nenhuma das opções e entrar para a lista de espera. Se as vagas não forem ocupadas dentro do prazo, os candidatos com as melhores pontuações podem conseguir a vaga.

Agora você já sabe como funciona o Sisu e as principais informações sobre ele. Se quiser ficar por dentro de outras dicas e informações sobre o mundo do Enem e do vestibular, acesse o Blog do Hexag Online e confira nossos outros artigos. 

Retornar ao blog