Como fazer um texto argumentativo? Confira as dicas!

Saber como fazer um texto argumentativo é fundamental para quem vai fazer vestibular e Enem. Basicamente, esse tipo de texto se caracteriza por exigir do autor a apresentação da defesa de um ponto de vista através do uso de argumentos, teoria, opinião ou hipótese.

Em suma, o texto argumentativo deve fazer com que o leitor compreenda e absorva a opinião que foi expressa pelo autor. Continue lendo para conferir as dicas!

Como fazer um texto argumentativo? – Entenda o conceito

Antes de qualquer coisa, é interessante conceituar o que é um texto argumentativo. Trata-se de uma produção textual feita geralmente em terceira pessoa, cujo objetivo é apresentar um ponto de vista sobre algum tema para o leitor.

O autor deve utilizar argumentos válidos, como pesquisas, dados, falas de pessoas com autoridade, entre outros, para justificar sua opinião. Em uma redação, como a do Enem, o autor não tem acesso a pesquisas externas, no entanto, pode extrair os dados de que necessita da proposta da prova.

Geralmente, as propostas de redação vêm acompanhadas de trechos de textos, tirinhas e outros tipos de conteúdo. Dessa forma, não precisa se preocupar em decorar dados e estatísticas. No entanto, é essencial manter o hábito da leitura a respeito de atualidades para conhecer mais sobre temas que estão ganhando destaque.

Quais são as principais características de um texto argumentativo?

Um texto argumentativo pode tratar de qualquer tema, porém, é fundamental que os argumentos abordados na produção textual sigam um raciocínio lógico, tomando por base a exploração de ideias e opiniões. Esse texto tem como seu principal objetivo o convencimento do leitor sobre um tema.

Imagine que o tema da redação da prova do Enem é o uso consciente das redes sociais. O autor pode argumentar que as redes sociais são ótimas ferramentas para pesquisas, mas que, em contrapartida, podem ser usadas para a propagação de notícias falsas e levar os usuários a comportamentos viciosos e comprometimento de sua autoestima.

Seguindo esse raciocínio, o leitor é levado a refletir a respeito dos impactos das redes sociais na vida dos seus usuários. Muitas pessoas passam boa parte do seu tempo de olho nas postagens, algo que pode ser bastante ruim para a sua autoestima. Contudo, nessa redação, também devem ser destacados os benefícios das redes sociais como seu grande potencial educativo.

Dessa forma, a redação deve abordar os dois vieses, o positivo e o negativo, além de indicar como combater o último. A partir dessa linha de raciocínio, fica evidente que há alguns tipos diferentes de argumentos, confira abaixo.

Tipos de argumentos

Veja, a seguir, quais são os tipos de argumentos que podem ser utilizados em uma redação.

Argumento de autoridade

Nesse caso, o texto ganha a inserção da fala ou opinião de um especialista, alguém que detém autoridade no tema por se dedicar ao estudo do mesmo.  

Argumento de consenso

Trata-se de uma argumentação que considera um consenso e não necessita de apoio em dados ou estatísticas para ter embasamento.

Comprovação por experiência ou observação

Consiste no uso de dados para comprovar a autenticidade de uma informação.

Fundamentação lógica

Tem relação com a construção do texto que deve utilizar um modelo de raciocínio lógico, de maneira que os argumentos sejam coerentes.

Texto argumentativo: conheça sua estrutura

Um texto argumentativo, para ser eficiente no convencimento do leitor, deve ser construído de maneira coesa e coerente, se valendo de bons argumentos. Veja qual é a estrutura ideal de construção do texto argumentativo.

Introdução

A introdução é feita no primeiro parágrafo do texto, nele, o autor deve fazer a exposição do tema abordado, assim como a sua posição a respeito. É fundamental que a introdução seja bem construída para que a atenção seja mantida nos parágrafos seguintes. Sendo assim, não inicie seu texto com “achismos” ou de forma evasiva, sem mencionar o tema.

Desenvolvimento

Essa é a parte do meio do texto em que o autor deve utilizar argumentos para organizar sua linha de raciocínio. Caso haja acesso a dados de leituras complementares, é interessante utilizá-los para fundamentar seus argumentos, aprofundando a sua opinião sobre o tema. É indicado que o desenvolvimento ocupe entre dois e três parágrafos.

Conclusão

Na conclusão, é essencial que a ideia do autor seja fechada, dando ênfase em seu posicionamento. Nessa parte do texto, o autor pode sugerir uma solução para o problema que está sendo apresentado.

Retomando o exemplo que demos acima, de redação com tema de uso consciente de redes sociais, a conclusão poderia ser usada para apresentar sugestões para evitar os danos do uso excessivo e descontrolado. Os usuários poderiam ser estimulados a buscar pelas fontes das notícias compartilhadas evitando fake news e ter um limite de tempo para navegar, por exemplo.

No que diz respeito à gramática é interessante que no último parágrafo (conclusão) sejam utilizados termos conclusivos como: portanto; por isso; logo; assim sendo entre outros.

Dicas para fazer um bom texto argumentativo

Confira dicas para fazer um bom texto argumentativo.

Tenha o hábito da leitura

Para fazer um texto argumentativo rico, tanto em termos de linguagem quanto de conhecimentos, é fundamental ter o hábito da leitura. É importante ler desde livros de literatura até blogs e sites de notícias. Jornais também são boas fontes para que você fique a par dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

Use argumentos com embasamento

É essencial que seus argumentos tenham algum embasamento, ainda que este não esteja citado diretamente no texto. No caso de uma redação cujo tema é cuidados com o meio ambiente, por exemplo, é possível usar como embasamento as mudanças climáticas que estão ocorrendo devido ao aquecimento global.

O autor deveria, nesse caso, ter cuidado para não usar “achismos” e nem negar o aquecimento global ou outro fenômeno que já é comprovado. Também é importante expor sua opinião sem parecer prepotente, com base em ideias sensatas e sempre mostrando os dois lados da situação.

Releia o texto

Antes de passar o texto a limpo, é importante relê-lo sob o ponto de vista do leitor. É uma forma de escrever mais empaticamente e despertando mais simpatia de quem está lendo. Certifique-se de que o leitor não ficará entediado.

Use essas dicas para fazer um bom texto argumentativo e tenha um bom desempenho na redação do vestibular e do Enem!

Retornar ao blog