Como descobrir sua vocação profissional?

Descobrir a sua vocação profissional é o primeiro passo para fazer uma escolha mais assertiva de curso para prestar vestibular e, assim, ter mais chances de concluir a graduação e se inserir no mercado de trabalho. A chamada vocação profissional nada mais é do que o entendimento de quais habilidades e gostos pessoais podem ser válidos para a escolha de uma profissão.

Pessoas que escolhem cursos universitários de acordo com suas aptidões tendem a ser mais bem-sucedidos na realização de suas tarefas profissionais no futuro. Em contrapartida, aquelas que escolhem cursos com base em outros fatores, que não os seus gostos pessoais, tendem a abandonar a graduação.

Mas, como saber qual é a sua vocação? Ao longo do texto daremos algumas dicas de como identificar essas habilidades.

Dicas de como descobrir sua vocação profissional

Os estudantes estão ingressando cada vez mais jovens ao ensino superior e isso faz com que muitos deles não tenham o preparo necessário para escolher um curso. As escolas, de maneira geral, não focam no trabalho de identificação e desenvolvimento de habilidades para que esses jovens tenham mais segurança ao escolher uma profissão.

Confira, abaixo, algumas dicas de como identificar a sua vocação profissional, lembrando que existem serviços profissionais dedicados a esse tipo de orientação e que, se você fizer uma escolha pouco satisfatória, pode mudar de ideia no futuro. Começar um novo curso, se não houve identificação com o primeiro, não precisa ser encarado como o fim do mundo.

1 – Faça uma lista com suas principais características

O primeiro passo para identificar a sua vocação profissional é conhecer o seu leque de habilidades, ou seja, quais são as suas características mais marcantes e que podem contribuir para sua satisfação no mercado de trabalho.

Faça uma lista focada nas suas qualidades pessoais como, por exemplo, ter boa comunicação, liderança, ser detalhista, entre outras e suas qualidades enquanto estudante. Você é bom em cálculo? Consegue encadear bem as ideias em uma redação? Tem facilidade para entender reações químicas?

Todas essas características ajudam a entender o seu perfil e com quais áreas tem mais habilidade. Com essas respostas é possível eliminar várias opções da sua lista de possibilidades.

2 – Considere o que você não gosta

Já percebeu como para tomar qualquer decisão na vida é importante saber do que não se gosta? Embora isso seja relevante, nem todo mundo se dá conta da positividade dessa perspectiva.

Considere a forma como é a rotina de trabalho de diferentes profissões para entender se gostaria ou não desse modelo em sua vida. Você gosta da ideia de trabalhar em um escritório? Prefere trabalhos que demandem visitas técnicas? Talvez deseje atuar em um ambiente mais dinâmico?

3 – Cursos de graduação nem sempre correspondem à realidade do mercado

Para ter certeza a respeito da escolha de um curso, é importante saber como é a profissão na prática. É mais comum do que se pensa que a realidade ensinada nos cursos de graduação não seja exatamente aquela encontrada no mercado de trabalho.

Por isso, conversar com profissionais que atuam na área é uma forma de entender o que te espera após a conclusão da graduação. Indicamos, também, que converse com estudantes do curso desejado para saber o quanto a faculdade poderá ser satisfatória para seus desejos pessoais.

Ressaltamos que existem outras opções para quem deseja se inserir no mercado de trabalho, como cursos técnicos, por exemplo. O estudante deve fazer uma pesquisa comparativa sobre a realidade acadêmica e a realidade do mercado para identificar se a primeira é o único caminho válido para chegar à segunda.

4 – Identifique seus interesses

Está difícil identificar a sua vocação profissional somente através do mapeamento de suas características? A dica é identificar também seus interesses pessoais, existe uma ideia equivocada de que algumas pessoas nascem com um talento especial para essa ou aquela profissão e quem não tem essa vocação nata tem mais dificuldade para encontrar seu lugar no mundo acadêmico.

A verdade é que esse talento especial não existe, algumas pessoas apenas identificam seus interesses mais rapidamente e trabalham com mais foco neles, tornando-se, assim, visivelmente aptas para uma determinada carreira. Se você está com dúvidas, pode começar a pensar no que desperta seu interesse, tenha certeza de que com interesse as pessoas são capazes de se tornarem aptas para qualquer atividade.

5 – Gostar da profissão escolhida é fundamental

Muitos estudantes escolhem os cursos que irão fazer com base nas áreas de conhecimento com as quais têm facilidade, porém, esse nem sempre é o melhor caminho. Pode ser que uma pessoa tenha facilidade em fazer cálculos, mas não necessariamente goste disso a ponto de querer trabalhar em uma área que exija conhecimento matemático.

A dica é: antes de pautar a sua escolha somente nas suas habilidades, considere o quanto gosta delas. Será que você vai querer desenvolver mais essas habilidades ao longo da sua vida? Responder essa pergunta é fundamental para ser um profissional bem-sucedido e satisfeito com a carreira escolhida.

6 – Pesquise o futuro das profissões

O desenvolvimento cada vez mais rápido da tecnologia tem contribuído para mudanças significativas no mercado de trabalho de diversas áreas. Dessa forma, em paralelo à escolha de uma profissão, é necessário que os estudantes pesquisem sobre o seu futuro.

Como será a atuação dos profissionais dessa área daqui alguns anos? Haverá mercado? Há outras possibilidades de cursos para se qualificar para atuar nessa área com mais chances de prosperidade? Todas essas são questões válidas para fazer uma escolha mais segura.

7 – Faça testes vocacionais

Por fim, indicamos que os estudantes, inclusive os que já se decidiram, façam testes vocacionais não como uma resposta absoluta, mas como uma ferramenta de autoconhecimento. Esses testes podem ajudar a identificar quais são suas principais habilidades para que entenda se quer desenvolvê-las ou não.

Esperamos ter ajudado com essas dicas para que você descubra sua vocação profissional e ingresse realmente no curso dos seus sonhos!

Retornar ao blog