Como concluir uma redação da forma certa?

Saber como concluir uma redação é imprescindível para garantir uma boa nota, pois uma finalização desajeitada pode acarretar em grandes descontos na pontuação final. Para alguns candidatos parece complexo planejar o final do texto mantendo, assim, a coesão com o início. Para quem tem dificuldades com essa parte do texto indicamos que continue a leitura e confira as dicas que listamos.

Como concluir uma redação da forma certa?

Muitos candidatos têm dificuldade de planejar desde o início do texto onde pretendem chegar, preservando, assim, a coesão. Outra grande questão é condensar muitas informações em um parágrafo único. Lembramos que geralmente a estrutura de uma dissertação com quatro a cinco parágrafos reserva o primeiro para a introdução, dois ou três para o desenvolvimento e o parágrafo final para conclusão.

Na conclusão é necessário resumir os argumentos do texto e apresentar uma solução ou mesmo uma proposta de intervenção. Para quem fica com dúvidas de como concluir corretamente a sua redação, apresentaremos abaixo algumas dicas pertinentes.

1. Não deixe sua conclusão incompleta

Muitos candidatos comprometem sua nota da redação por deixar a conclusão incompleta, isto é, sem um ou mais elementos que asseguram o sentido completo do argumento final. Ressaltamos que esses elementos não são, necessariamente obrigatórios, mas ajudam a dar sentido a estrutura textual. Confira, a seguir, quais são esses elementos:

Ação

Ato para que haja uma intervenção no problema apresentado no texto.

Agente

Aquele que realiza a ação ou que deveria realizá-la conforme a proposta de intervenção do autor. O agente pode ser um indivíduo, a sociedade de modo geral ou um órgão do governo.

Meio

Refere-se à forma e aos recursos utilizados para a efetivação da intervenção.

Efeito

Resultado que se espera com a adoção da medida proposta.

Os elementos apresentados acima são bastante importantes para que a conclusão fique clara. Também é um fator relevante o detalhamento para que a conclusão seja enriquecida. Os detalhes servem para retornar a argumentos apresentados ao longo do texto e para que haja uma melhor explicação da proposta. Assim a solução se torna mais praticável no contexto.

Confira o exemplo a seguir:

“Sendo assim, o Ministério da Educação deve adotar medidas de inclusão, com iniciativas que levem em consideração as diferenças sociais e estruturais, garantindo o acesso para todas as pessoas a uma educação de qualidade.”

Observe que nesse parágrafo há um agente (Ministério da Educação), a ação (adoção de medidas de inclusão), um meio (com iniciativas que levem em consideração as diferenças sociais e estruturais) e um efeito (garantindo o acesso para todas as pessoas a uma educação de qualidade). 

Claro que essa frase somente será uma boa conclusão se estiver relacionada com o enunciado e argumentos utilizados ao longo do texto.

2. Tenha uma proposta de intervenção

Você sabia que na redação do Enem a proposta de intervenção é responsável por 200 pontos? Trata-se de um dos itens mais importantes da redação e que faz a diferença para ter uma boa nota.

Antes de qualquer coisa, cabe explicar o que é a proposta de intervenção, trata-se basicamente de uma solução para o problema. Pode ser utópica ou generalizada, ou seja, não precisa ser algo inédito ou extremamente criativo. O que importa realmente é ter uma ação ou medida para ser realizada e uma forma de concretizá-la.

3. Utilize conectivos de conclusão

Conectivos são fundamentais para que o texto se torne mais coeso, podendo ter diversas funções. Os conectivos de conclusão estão entre os mais relevantes porque deixam evidente que se está fazendo o fechamento da redação.

Os principais conectivos de conclusão são: então; enfim; por fim; portanto; para terminar; em resumo; dessa maneira; logo; assim; em síntese; por isso; em suma; em conclusão; diante disso; dessa forma; assim sendo; por último e desse modo.

4. Retome os argumentos do desenvolvimento

Para que a conclusão da sua redação seja coesa é necessário retomar os argumentos apresentados nos parágrafos de desenvolvimento. Tenha cuidado apenas para não repetir as mesmas palavras. O mais importante é que a ideia principal esteja presente na conclusão. Fica a dica de que os argumentos podem ser usados como uma forma de detalhar os elementos principais.

5. Apresente uma tese na conclusão

Prever um acontecimento conforme as ideias e argumentos que foram apresentados no texto é apresentar uma tese. Perceba que não se trata de uma ideia nova, mas de apresentar as possíveis consequências daquilo que já foi apresentado no texto.

Em muitos casos, essa tese poderia ser apreendida da leitura dos parágrafos anteriores, mas ainda assim é interessante fazer um prognóstico do que poderia acontecer. Dessa forma, é apresentada uma consequência enquanto se apresenta um ponto de vista.

Muitas vezes, essa ideia já poderia ser inferida da própria leitura dos parágrafos anteriores. No entanto, a conclusão pode fazer um prognóstico, destacando o que poderia acontecer. Assim, ao mesmo tempo que traz uma consequência, apresenta um ponto de vista, uma vez que o autor do texto não tem como afirmar com certeza, apesar de ter fortes argumentos para defender a sua tese.

6. Retome a introdução

Retomar a introdução na conclusão é bastante relevante para conferir sentido ao seu texto, mas observe que não se trata de repetir o que foi escrito no começo do texto. Você deve abordar o assunto novamente. Na introdução há um contexto, um panorama a respeito do assunto e uma relação direta com o enunciado e o tema que está sendo trabalhado.

Com essas dicas você vai fazer uma conclusão completa e com grande potencial de pontuação! Aproveite para navegar pelo blog do Hexag e conferir mais dicas para uma redação nota mil!

Retornar ao blog