As características dos países desenvolvidos

O tema países desenvolvidos características deve ser de pleno conhecimento dos estudantes que irão prestar vestibular e Enem. Além de estar em questões de geopolítica e história, pode compor argumentos de redações a respeito de temas atuais.

As nações desenvolvidas são aquelas que possuem elevado desenvolvimento econômico e social. Em linhas gerais, são países ricos em que a população tem boas condições de vida.

Países desenvolvidos características: entenda os critérios dessa classificação

Dentre os critérios usados para definir quais são os países desenvolvidos estão o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), nível de riqueza, desenvolvimento econômico, grau de industrialização, Produto Interno Bruto (PIB) e renda per capita. Termos como países industrializados e países de primeiro mundo são usados como sinônimos de nações desenvolvidas.

São considerados países desenvolvidos de acordo com esses critérios: Estados Unidos, Canadá, Noruega, Suíça, Suécia, Austrália e Japão. Abaixo vamos apresentar com mais detalhes as principais características dos países desenvolvidos.

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

O principal critério para que um país seja integrado à categoria de nações desenvolvidas é o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), cujo levantamento é realizado pela ONU (Organização das Nações Unidas) desde 1990. Essa avaliação é feita em 188 países e se baseia em três indicativos:

Expectativa de vida

Em países desenvolvidos há expectativa de vida longa e saudável, algo que se apoia em excelentes programas assistenciais e de acompanhamento da população, assim como em bons serviços, como o de saneamento básico.

Educação

Esse indicativo é medido através de avaliação da taxa de alfabetização de adultos e crianças em ensino fundamental. O cálculo da média deve resultar em pelo menos dois terços da população adulta alfabetizada e um terço da população infantil regularmente matriculada na escola. As taxas de analfabetismo em nações desenvolvidas são quase nulas, exemplos disso são Japão, Noruega, Canadá e Estados Unidos.

Padrão de vida

A avaliação do padrão de vida é feito pela observação da combinação de dois índices: PIB (Produto Interno Bruto) per capita e PCC (Paridade do Poder de Compra). Os dois índices são analisados em dólares norte-americanos.

Quatro faixas de desenvolvimento

O PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) é o órgão designado pela ONU para fazer a avaliação do IDH classificando as nações em quatro faixas de desenvolvimento: muito alto, alto, médio e baixo. O IDH das nações desenvolvidas é próximo a 1.

Economia dos países desenvolvidos

A economia dos países desenvolvidos se baseia fortemente nos setores terciário (atividades comerciais) e quaternário (serviços de informação). O PIB (Produto Interno Bruto), que representa o valor monetário de bens e serviços produzidos pela nação no espaço de tempo de um ano, é elevado nas nações de primeiro mundo.

O grau de industrialização também é elevado e, economicamente, os países desenvolvidos têm domínio sobre outras nações. Em geral, esses países apresentam renda per capita alta (média salarial por pessoa) e uma distribuição de recursos mais homogênea em comparação com os países considerados subdesenvolvidos e em desenvolvimento.

Sociedade de países desenvolvidos

Como já mencionamos, o IDH alto é um critério fundamental para que países sejam considerados desenvolvidos e isso se reflete em boas condições de vida para a sociedade de uma forma geral.

As taxas de natalidade, mortalidade e, especialmente, de mortalidade infantil são baixas. A distribuição mais homogênea de renda permite que os cidadãos desses países tenham um padrão de vida satisfatório.

Quais são os países desenvolvidos da América?

Os dois países mais desenvolvidos do continente americano são, respectivamente, Estados Unidos e Canadá. Ambos apresentam PIB elevado e IDH próximo a 1, o que significa que suas populações desfrutam de boas condições de vida. O Canadá é principal parceiro comercial dos Estados Unidos.

Características dos países em desenvolvimento

É importante dizer que não existe um critério único para determinar quais nações são subdesenvolvidas e quais estão na categoria em desenvolvimento. Algumas nações classificadas como em desenvolvimento, por exemplo, oferecem para sua população um padrão de vida alto, enquanto outras têm apenas um padrão de vida médio.

Em linhas gerais, são categorizados nesse grupo, entre os subdesenvolvidos e os desenvolvidos, países que oferecem um padrão de vida entre médio e elevado para sua população. As nações em desenvolvimento costumam ser menos industrializadas do que as desenvolvidas. Economicamente, esses países que ainda estão em processo de desenvolvimento, são dependentes dos que já estão no patamar de desenvolvimento pleno.

Qual a classificação do Brasil?

Nosso país, assim como os vizinhos sul-americanos Argentina e Colômbia, é considerado em desenvolvimento. O Brasil também é chamado de país emergente por apresentar taxa de aumento de sua industrialização. Contudo, ainda apresenta dificuldades em questões como distribuição de renda homogênea e boas condições de vida.

Características dos países subdesenvolvidos

Conforme os critérios estabelecidos pela ONU, os países subdesenvolvidos são aqueles cujos índices socioeconômicos são baixos. Essas nações, em geral, apresentam PIB e renda per capita reduzidos, assim como sérios problemas sociais como miséria, fome e taxa elevada de desemprego.

Há pouco desenvolvimento industrial e grande dependência econômica das nações de primeiro mundo. Os setores agrícola e de serviços costumam ser bem pouco desenvolvidos em nações subdesenvolvidas. Do ponto de vista econômico, esses países estão vulneráveis.

As taxas de natalidade e mortalidade infantil são altas, um reflexo das más condições de saúde e falta de acesso a medicamentos a que a população está exposta. Alguns países que integram esse grupo são Serra Leoa, Haiti, Níger e Afeganistão.

Entender as diferenças entre as nações desenvolvidas, em desenvolvimento ou subdesenvolvidas é essencial para compreender a geopolítica mundial e se dar bem nas questões relacionadas a essa área do conhecimento.

Retornar ao blog