África: veja aspectos gerais do continente

Ocupando 20,3% da área total do planeta e com 30 milhões de km2, a África é o terceiro maior continente em extensão territorial. Embora tenha diversas riquezas naturais, a região ainda é uma das mais pobres do mundo. Continue lendo para conhecer os aspectos gerais.

Quais países fazem parte da África?

O continente africano é banhado pelo Oceano Atlântico em sua costa ocidental e na sua costa oriental pelo Oceano Índico. Ao sul é banhado pelo Mar Antártico e ao norte pelos mares Vermelho e Mediterrâneo. 

O imenso continente possui 54 países, dentre esses 48 estão na porção continental e os outros seis são insulares. A África possui 910 milhões de habitantes. O menor país do continente são as ilhas Seychelles, com apenas 455 km2, e o maior país é a Argélia, com 2 381 741 km2

Ilhas do continente africano

Fazem parte do continente africano as Ilhas Canárias e os arquipélagos de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe no Oceano Atlântico. No Oceano Índico, estão situadas as ilhas de Comores, Madagascar, Seychelles, Maurício e Reunião. 

Geologia

O continente africano tem uma base geológica bastante antiga, algo que explica as baixas altitudes. Porém, ao leste fica situada uma sucessão de montanhas que incluem o Kilimanjaro e a Cadeia (ou Cordilheira) do Atlas.

Esse continente está em uma única placa tectônica, diferente da Europa, que divide a sua placa com a Ásia. Essa região é composta em sua maior parte por planaltos e planícies costeiras. 

Planalto Setentrional

Nesse planalto está localizado o deserto mais extenso do planeta, o deserto do Saara com 9,2 milhões de km2. Também se encontra nesse planalto a cordilheira conhecida como montes Atlas. O rio Nilo corre por essa zona com seus 6755 km, esse é o rio mais extenso do continente e o segundo do planeta. 

Planalto Oriental

O Vale do Rift fica localizado na porção oriental do continente. Esse vale é a maior fossa tectônica do mundo e dá origem a outro de 4000 km de extensão. É nesse ponto que foram encontrados os primeiros vestígios de grupos de seres humanos. Trata-se de um dos pontos mais altos do continente, onde fica o Kilimanjaro, com 5895 metros.

Planalto Meridional

Nessa parte do continente estão localizados os desertos da Namíbia e Kalahari, conhecidos como “irmãos” pela sua proximidade. O Cabo da Boa Esperança é o ponto mais ao sul do continente e está rodeado pelos Montes Drakensberg.

Aspectos religiosos da África

As religiões predominantes no continente são o islamismo, o cristianismo e tradições religiosas dos povos africanos. Ao norte do continente a predominância é o islamismo. Na África Subsaariana o cristianismo é a religião de maior destaque. 

Há também a presença do cristianismo protestante devido à colonização inglesa, holandesa e alemã. Ainda há a prática de religiões animistas africanas pelas tribos e até entre os indivíduos que migram para a cidade.

Idiomas falados no continente

No continente africano são faladas 2 mil línguas e um sem número de dialetos. Há diversas línguas de origem africana e idiomas introduzidos pelos colonizadores como português, inglês, francês, espanhol e árabe.

Em alguns países o idioma do colonizador se misturou tanto ao idioma local, que deu origem a nas línguas. Um exemplo disso são as Ilhas Seychelles, em que o francês + o idioma local deu origem ao criollo. 

História da África

Acredita-se que a origem do homem tenha acontecido no continente africano. O norte do continente é a região mais antiga do planeta a ter sido ocupada por seres humanos. Foram encontrados fósseis de hominídeos nos territórios da Tanzânia e do Quênia com cerca de cinco milhões de anos. 

O Egito foi o primeiro Estado da África a se constituir há cerca de 5000 anos. Os europeus se lançaram sobre o continente africano quando buscavam por novos caminhos para as Índias. 

Colonização Europeia

O litoral do Oeste do continente foi conquistado por exploradores europeus no século XV. As nações europeias mais poderosas do período colonizaram o interior da África.

Portugal dominou Moçambique, Angola e ilhas de posição estratégica, como São Tomé e Príncipe. Os ricos países europeus tiraram com violência em torno de onze milhões de pessoas da África para escravizá-las em suas colônias. 

A Conferência de Berlim, realizada no século XIX, oficializou o avanço imperialista sobre o continente. O Reino Unido ocupou uma faixa de norte a sul, que se estende do Egito à África do Sul. Também colonizou zonas no golfo da Guiné. A França se estabeleceu na porção noroeste do continente, no equador da África e em Madagascar. 

A Alemanha dominou Tanganica, Togo e Camarões. A Bélgica se estabeleceu no Congo Belga e Ruanda. A Itália explorou a Etiópia, Líbia e Somália. A Espanha ocupou parte do Marrocos e Guiné. As colônias africanas conquistaram sua independência entre 1960 e 1975. 

Depois desse processo de independência, ocorreram revoltas separatistas e golpes de Estado que levaram à instauração de violentas ditaduras. Em grande parte dos casos, a independência política não significou corte de relações com as ex-metrópoles. 

Economia

Na África há pelo menos 21 países falidos. As principais atividades econômicas do continente são extrativismo e agricultura. O nível de tecnologia aplicado a essas atividades é bastante baixo, resultando em sérias consequências para o meio ambiente. As principais fontes de renda da população africana são: caça, pesca e coleta de produtos naturais. 

O continente africano possui reservas gigantescas de minerais, com destaque para ouro e diamantes. Também possui fontes energéticas como petróleo e gás natural. Possui abundância de cobalto, antimônio, fosfatos, cobre e manganês.

A África do Sul possui a maior economia do continente, seguida de países como Marrocos e Tunísia. A exploração das riquezas africanas é realizada por empresas de origem europeia e norte-americana. 

Agricultura

No continente há a agricultura de subsistência e a comercial. A primeira se caracteriza por ser rudimentar e realizada sob a antiga forma de Plantation, sistema levado ao continente pelos europeus. 

Agora você conhece mais sobre o continente africano! Navegue pelo blog Hexag para conferir mais conteúdos informativos como esse!

Retornar ao blog